terça-feira, 20 de abril de 2021

A Polícia Federal prendeu no dia de ontem (19/04), no âmbito da Operação Captivus, dois suspeitos que sacaram, de forma fraudulenta, valores referentes a auxílio-reclusão num banco privado sediado na cidade do Cabo de Santo Agostinho. As investigações foram levadas a efeito através da Delegacia de Combate a Crimes Previdenciários da Polícia Federal, com apoio da Força Tarefa Previdenciária, dando conta de saques fraudulentos em benefícios do tipo auxílio-reclusão, usando para isso documentação fraudada para majorar o valor do benefício, superdimensionando o valor retroativo.

De posse dessas informações, tendo sido acionado pela agência bancária, policiais federais, com o apoio de agentes da Polícia Civil de Pernambuco, se dirigiram até o local e conseguiram prender dois envolvidos, uma mulher e um homem que a auxiliava, tendo as prisões ocorrido logo após a realização do saque de aproximadamente 76 mil reais.

Ambos os suspeitos foram levados à sede da Polícia Federal em Pernambuco, onde foram autuados pela prática do crime previsto no Artigo 171, §3º, do Código Penal (estelionato majorado), cujas penas variam de 3 a 5 anos de reclusão e multa. A autuada já era alvo de investigação em curso na Polícia Federal por envolvimento em fraudes previdenciárias, tendo, inclusive, realizado, em duas outras ocasiões, saques de benefícios nos valores de 135 e 130 mil reais.

Fonte: Polícia Federal

Postado Por: Jailson Ferreira

clinica

clinica

CONTADORA

CONTADORA

CURVELO

CURVELO