terça-feira, 13 de abril de 2021

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, 13, a Operação Frígia-Contra, segunda fase da Operação Frígia, deflagrada no segundo semestre de 2020, que visa combater organização criminosa que atua em extração ilegal de ouro no Sertão de Pernambuco. Estão sendo cumpridos 05 mandados de busca e apreensão e 04 mandados de prisão.

As medidas estão sendo cumpridas nos endereços dos investigados, localizados em Igarassu/PE, Redenção/PA e São Félix do Xingú/PA, sobre os quais constam fortes indícios que integram a organização criminosa, envolvendo agentes públicos e particulares, financiadores, refinadores de minério e receptadores.

A operação contou com a participação de 50 policiais federais e foi oriunda de uma investigação conjunta realizada entre a Polícia Federal e o Ministério Público Federal.

A atividade do grupo criminoso investigado consistia na extração de minérios em terrenos públicos e particulares, localizados na Zona Rural de Verdejante, com o consequente beneficiamento, que era realizado no município de Serrita, e, por fim, a comercialização do ouro. Os valores oriundos da venda eram colocados em circulação, com aparência de legalidade, por meio da aquisição de veículos e de outras condutas, atos consistentes em lavagem de dinheiro.

Os envolvidos responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de usurpação de bens da União, crimes ambientais, lavagem de capitais, organização criminosa e violação de sigilo funcional, cujas penas ultrapassam os 20 anos de reclusão, além de multa.

O nome da operação – Frígia – faz menção à terra do Rei Midas da mitologia grega. Tudo o que ele tocava virava ouro.

Da Polícia Federal

domingo, 11 de abril de 2021

Na manhã de hoje, 11, a Polícia Federal, através de sua delegacia em Salgueiro/PE, deflagrou a Operação Protect I, para cumprimento de 02 mandados de prisão temporária e 03 de busca e apreensão, na intenção de coibir prática de crimes de estupro de vulnerável e pornografia infantil contra uma criança de apenas 05 anos de idade. A ação foi deflagrada nas cidades de Araripina/PE e Caldeirão Grande do Piauí/PI.

A investigação contou com o auxílio da INTERPOL e retratou um gravíssimo caso de abuso sexual infantil intrafamiliar. A suspeita é que o crime venha sendo praticado desde agosto de 2020 pelo pai da vítima.

Os abusos contra a menor eram registrados em vídeos e imagens e posteriormente compartilhados na rede mundial de computadores através da chamada DeepWeb. O material pornográfico era produzido pelos próprios investigados e difundido entre outros usuários da rede.

A INTERPOL mantém um banco de dados de imagens de abuso sexual infantil, o qual é alimentado por policiais de 61 países membros e pela EUROPOL. O Brasil faz parte dos países autorizados e certificados para a utilização do sistema desde 2009. Nesse contexto, a Polícia Federal instituiu uma Força Tarefa composta de policiais federais e civis, treinados na referida ferramenta da Interpol, que tem por objetivo a identificação das crianças brasileiras vítimas de abuso.

Salienta-se que o Brasil, como país membro da Interpol, aderiu à resolução 08 da Assembleia Geral da Interpol em 2011, por meio da qual se comprometeu a promover o gerenciamento de material de operações voltadas ao combate ao abuso sexual infanto-juvenil de maneira centrada na vítima.

Os dois presos foram conduzidos à Delegacia da Polícia Federal em Salgueiro/PE onde foram autuados pelos crimes de Estupro de vulnerável e produção e difusão de pornografia infantil.

Da Comunicação Social da Polícia Federal/PE

sábado, 03 de abril de 2021

A 9ª Delegacia da Mulher de Garanhuns estar divulgando o retrato falado do suspeito de estuprar uma adolescente no dia 16/03/2021, na Rua Diogo Leite, nas proximidades da CEAGA (Centro de Abastecimento de Garanhuns) – no bairro São José.

Não ocasião, a vítima de 16 anos trafegava em via pública, quando foi rendida pro um motorista de um veículo que estava parado, tendo o ato criminoso ocorrido dentro do automóvel. Desde então, a Delegacia da Mulher investiga o caso, após queixa da vítima.

Informações sobre o perfil do procurado devem serem repassadas à Polícia Civil através do telefone: (87) 8877-2091 e terá sigilo garantido. Relembre o caso!

segunda-feira, 22 de março de 2021

A Polícia Civil de Pernambuco emitiu uma nota comunicando o falecimento do delegado aposentado José Urbano Correia do Amaral.

NOTA DE PESAR

A Polícia Civil de Pernambuco comunica com profundo pesar o falecimento do Delegado Especial José Urbano Correia do Amaral ocorrido no último domingo (21).

Nascido em 25 de maio de 1944, em Sertânia, o Delegado Urbano ingressou na Corporação em 23 de março de 1976. Ele havia se formado como Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco, em 1972.

Aposentado desde 1998, durante os 22 anos em que esteve na PCPE, foi titular em delegacias do interior e na Região Metropolitana; além de ter sido gestor do Instituto de Identificação Tavares Buril (IITB), Diretor de Planejamento e Programação do DGA da SDS e presidente da Comissão Permanente de Disciplina da Corregedoria. Em sua ficha funcional, constam diversos votos de aplauso e elogios individuais.  Pelos bons serviços prestados à população pernambucana, foi agraciado com a Medalha do Mérito Policial, classe ouro e classe prata, pelo Governo de Pernambuco.

A sua morte representa uma grande perda para a PCPE, pois a sua vida se confunde com a História da Corporação. Desempenhou as suas funções sempre com profissionalismo, espírito de colaboração e retidão. Seu exemplo inspirou o filho Joselito Kerhle do Amaral, Delegado Especial e ex-Chefe da Polícia Civil, e uma das filhas Cristiane, que é comissária.

O Delegado Urbano deixa viúva, três filhos e quatro netos. O enterro ocorrerá nesta segunda-feira (22), às 13h, no Cemitério de Bonanza, no município de Moreno.

A PCPE manifesta as mais sinceras condolências aos familiares, amigos e companheiros nesse momento de profunda dor.

quinta-feira, 18 de março de 2021

A Polícia Federal em conjunto com a Secretaria de Defesa Social do Estado de Pernambuco, realizou ontem, dia 17/03/2021 um trabalho voltado ao combate ao tráfico de drogas na denominada Ilha do Bananal, situada na capital Pernambucana. Por ser um local de difícil acesso, segundo informações obtidas pela equipe de investigação, a área foi tomada por traficantes que utilizam o local para esconder armamentos e quantidades de drogas para distribuição na região metropolitana do Recife/PE. O acesso ao local ocorre somente por via fluvial, tendo sido empregadas lanchas do Núcleo de Polícia Marítima – NEPOM/PF, para o transporte da equipe policial até o local, além de Helicóptero do Grupamento Tático Aéreo – GAT/SDS.

Com o emprego 30 Policiais Federais, e apoio da Secretaria de Defesa Social – SDS/PE, através do Grupamento Tático Aéreo – GTA/PMPE, Batalhão de Operações Policiais Especiais – BOPE/PMPE e Corpo de Bombeiros Militar – CBMPE, os trabalhos visaram a realização de buscas para localizar armas e drogas, para tanto, contando com o emprego de cães farejadores e detectores de metais, além de um reforço de policiamento na Comunidade do Detran, no bairro da Iputinga.

Foram encontrados e arrecadados balança de precisão que serve para pesar a substância entorpecente, papéis com diversas anotações (supostamente para o controle de distribuição de drogas), munições de diversos calibres e um colete balístico. Apesar de a Ilha do Bananal ser considerada uma área tomada pelo tráfico, com a chegada da Polícia no local os suspeitos empreenderam em fuga.

Fonte: Polícia Federal

quinta-feira, 11 de março de 2021

A Polícia Federal, através de sua projeção Interpol/PE, prendeu ontem, 10/03, em parceria com a Polícia Militar/PE, um estrangeiro português de 53 anos, condenado a 19 anos e 6 meses pela prática de 1 homicídio, 2 tentativas de homicídios e porte ilegal de arma de fogo.

Segundo a Polícia Federal, através de investigações foi possível a localização do estrangeiro no bairro do Recife Antigo, em Recife e a realização da sua prisão. Ele não possuía residência fixa.

Ainda de acordo com a polícia, o mandado foi decretado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) atendendo a um pedido do governo português. O homem foi encaminhado para o sistema prisional onde aguardará a conclusão do processo de extradição.

sexta-feira, 05 de março de 2021

A Polícia Federal em Pernambuco, prendeu, na manhã de quinta-feira, 04/3, por volta das 8h, no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre um homem de 20 anos, natural e residente de Manaus/AM

A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina destinada a reprimir o tráfico internacional e doméstico de entorpecentes bem como outros tipos de ilicitudes de competência federal no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. Os Policiais Federais através de um procedimento padrão nas bagagens de um voo oriundo de Manaus/AM com destino Final em Salvador/BA e conexão em Recife/PE, encontraram cerca de 3,2kg de skunk.

O suspeito foi preso em flagrante e conduzido para a Superintendência da Polícia Federal em Recife/PE, onde acabou sendo autuado pelo crime contido no artigo 33 da Lei nº 11.343/2006 (tráfico de entorpecentes) e caso seja condenado poderá incidir nas penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

A Polícia Federal recebeu na manhã de hoje, 26/02, uma ocorrência da Marinha do Brasil com apreensão de cigarros contrabandeados do Paraguai, apreendidos numa embarcação de pesca de nome Gohan, interceptado a 90km da costa de Recife/PE. Na ocasião 05 (cinco) suspeitos foram presos e estão sendo autuados em flagrante pela prática do crime de contrabando que prevê penas de 2 a 5 anos de reclusão. Os cigarros tinham como destino o Recife.

As investigações prosseguirão a cargo da Polícia Federal que buscará identificar todos os demais envolvidos na prática criminosa. Os cigarros passarão por perícia e estão sendo encaminhados para a Receita Federal!

A quantidade estimada de cigarros é de 3 mil caixas com 50 maços cada, totalizando 150 mil maços. Os números serão confirmados após o encerramento do flagrante.

Fonte: Polícia Federal

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Há um ano, no dia 26 de fevereiro, o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de covid-19 no Brasil. Era de um homem de 61 anos, residente em São Paulo, com histórico de viagem para a Itália, até então o epicentro da pandemia na Europa. De lá para cá, o Brasil viu a contagem diária do número de casos e mortes se tornar uma rotina. Hoje, depois de ultrapassar 250 mil mortos na pandemia da covid-19, com mais de 10 milhões de casos e média móvel acima de mil mortes nos últimos 35 dias, a aposta para mudar o rumo da tragédia passa pela vacinação. E garantir a vacina em larga escala para os brasileiros é a principal preocupação dos senadores. 

Agilizar a compra de vacinas parece ser um consenso entre os parlamentares. Senadores de diferentes partidos reforçam que só com a imunização será possível avançar na superação da crise econômica que persiste no Brasil desde antes da pandemia e abrir caminho para outras pautas importantes. 

— O governo federal demorou demais e agora entrou na fila em uma posição muito inferior. Hoje a palavra de ordem é vacina. Temos urgências como a reforma administrativa e outras mudanças importantes como a prisão em segunda instância, mas como fazer isso se essa pandemia está nos aturdindo o tempo todo?  — apontou Lasier Martins (Podemos-RS) à Agência Senado

Assim que assumiu a presidência da Casa no início de fevereiro, Rodrigo Pacheco colocou o aumento da escala da vacinação no alto da lista de prioridades para o ano. Além de articular a compra de imunizantes das farmacêuticas Pfizer e Janssen pelo Brasil, o presidente da Casa apresentou um projeto de lei (PL 534/2021) que facilita a compra de vacinas contra o coronavírus por empresas privadas. Aprovado já nessa quarta-feira (24), o texto inclui a responsabilização da União por eventuais efeitos negativos dos imunizantes, uma da exigências das empresas nos contratos mundo afora. Também permite que estados, Distrito Federal e municípios assumam a responsabilidade civil por eventuais efeitos adversos. As regras, se confirmadas pela Câmara e sancionadas pelo presidente da República, terão validade apenas durante a pandemia.

— É a participação do Congresso Nacional, do Senado e da Câmara dos Deputados, como um agente solucionador do problema, para poder dar garantia jurídica a essa relação imposta por essas cláusulas restritivas. Mas eu quero crer que esse projeto de lei é um projeto inteligente para podermos ganhar escala de vacinação no Brasil e ajudarmos o governo federal, dentro daquele compromisso estabelecido pelo Ministro da Saúde, de vacinar metade da população brasileira até o meio do ano e a outra metade, a integralidade da população brasileira, até o final do ano de 2021. Acho até que nós podemos, com iniciativas desse tipo, antecipar esse cronograma, para que tenhamos uma vacinação mais ampla no Brasil — disse Rodrigo Pacheco durante sessão plenária do dia 23, quando explicou a iniciativa aos senadores. 

O encontro com os laboratórios organizado por Pacheco contou com a participação dos senadores Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder da oposição, o que demonstra que a vacinação está acima de diferenças políticas. Durante a votação da proposta, Randolfe, que relatou o projeto, destacou o caráter excepcional da medida.  

— Eu tenho convicção de que não existe tema mais importante no planeta, neste instante, do que esse. O arsenal contra o vírus é a vacina. Nós só temos duas balas no arsenal no dia de hoje. Se não ampliarmos imediatamente esse arsenal, a expectativa é de que, nos próximos meses, outros 70 mil compatriotas percam a vida — afirmou. Mais…

Fonte: Agência Senado

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021


Já está sendo finalizada a distribuição para os municípios das 130 mil doses de vacinas contra a Covid-19, recebidas pelo Governo de Pernambuco nesta quarta-feira (24/02). As 82 mil unidades da farmacêutica AstraZeneca/Universidade de Oxford, desenvolvidas em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e produzidas pelo Instituto Serum, na Índia, foram entregues para as Geres às 22h30 de ontem, pouco mais de 8 horas após o recebimento. Já as 42 mil doses da vacina Sinovac/Butantan, que começaram a ser entregues às 8h de hoje, têm previsão de finalizar a distribuição até às 21h30. As novas doses possibilitarão avançar na proteção da imunização para os idosos entre 80 e 84 anos de idade, em todos os municípios do Estado, e para trabalhadores de saúde.

Até esta quinta, dia 25/02, 375.475 doses das vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas no público prioritário em Pernambuco. São 277.598 pessoas vacinadas com a primeira dose, incluindo 150.790 dos trabalhadores de saúde. Também já receberam a primeira dose 23.922 indígenas, 74.660 idosos a partir dos 85 anos, 21.901 em idosos entre 80 e 84 anos, além de 5.587 idosos em asilos e 738 pessoas com deficiência em abrigos.

Receberam a segunda dose da vacina 72.406 profissionais de saúde, 21.593 indígenas, 3.633 idosos em asilos e 245 pessoas com deficiência em abrigos, totalizando 97.877 pessoas que já finalizaram o esquema.

@governope