terça-feira, 05 de fevereiro de 2019

Lá vem a lama

De Mariana

De Brumadinho

Quer sair de Minas

Deixar seu ninho

Cadê o Brasil?

É a lama da ganância

Lama da vergonha                                                            

É a lama que humilha

Lama que mata, que mata!

É a lama de quadrilha

Cadê o Brasil?

Já engoliu o rio Doce

Misturou-se ao Paraopeba

Quer encontrar o velho Chico

Rastro de mortes

Nesse roteiro impudico

Cadê o Brasil?

É a lama da ganância

Lama da vergonha

É a lama que humilha

Lama que mata, que mata!

É a lama de quadrilha

Cadê o Brasil?

Soterrou construções

Sem fauna e nem flora

Terra arrasada

Natureza morta

Gente indignada

Cadê o Brasil?

É a lama da ganância

Lama da vergonha

É a lama que humilha

Lama que mata, que mata!

É a lama de quadrilha

Cadê o Brasil?

José’s e Maria’s sufocados

Fins de vidas e sonhos

Por rejeitos derretidos

Viúvos e órfãos

Mulheres sem maridos

Cadê o Brasil?

É a lama da ganância

Lama da vergonha

É a lama que humilha

Lama que mata, que mata!

É a lama de quadrilha

Cadê o Brasil?

Chega de lama

De Mariana, de Brumadinho

Lama de Minas

Lama disfarçada

Em mãos assassinas

Cadê o Brasil?

É a lama da ganância

Lama da vergonha

É a lama que humilha

Lama que mata, que mata!

É a lama de quadrilha

Cadê o Brasil?

Justiça,

Um clamor chama por ti

E os culpados?

Dois pesos e duas medidas?

Andas realmente de olhos vendados?

Acorde, Brasil!

J. Maria       

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

CONTADORA

CONTADORA

banner anuncie (2)

banner anuncie (2)