terça-feira, 30 de janeiro de 2018

A Polícia Federal em Pernambuco/PE através da Delegacia de Repressão a Drogas-DRE prendeu no final da tarde de ontem, dia 29/01/2018, por volta das 17h, um estudante universitário, brasileiro, solteiro, 24 anos, natural de Recife/PE e residente no bairro da Boa Vista-Recife/PE– (não possui antecedentes criminais).

A prisão aconteceu em virtude de investigações realizadas pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes-DRE através das redes sociais que em determinadas ocasiões são utilizadas para o tráfico de drogas e consequente envio do material entorpecentes através dos correios. Foi detectada um envio de uma encomenda oriunda do Rio de Janeiro/RJ para o bairro da Boa Vista-Recife-PE, suspeita de conter droga em seu interior. A ação teve seu desfecho final quando a entrega da droga ao destinatário foi acompanhada por policiais federais e quando o suspeito recebeu a encomenda foi de pronto abordado que ainda tentou se livrar do envelope arremessando-o nos fundos de sua residência.

O envelope foi encontrado e ao ser aberto foi encontrado 04 tabletes de haxixe que totalizou um peso bruto de aproximadamente 200 gramas. Terminado os trabalhos investigativos e tendo sido a droga arrecadada, o suspeito foi detido e levado para a Sede da Polícia Federal no Cais do Apolo no Bairro do Recife Antigo, onde, após ter sido informado dos seus direitos e garantias constitucionais acabou sendo autuado através de um Termo Circunstanciado de Ocorrência-TCO pelo crime contido no artigo 28 da Lei nº 11.343/2006 (adquirir droga para consumo em desacordo com a legislação) as penas variam de advertência sobre os efeitos das drogas, prestação de serviços à comunidade e medida educativa de comparecimento à programa ou curso educativo. Após a autuação, o conduzido assinou um termo de compromisso de comparecimento à Justiça, realizou Exame de Corpo de Delito no IML – Instituto de Medicina Legal e em seguida foi liberado, onde responderá pelo crime em liberdade.

Em seu depoimento o estudante informou que é usuário de drogas, largou a Faculdade de Engenharia Civil há 02 anos e que hoje trabalha com manutenção de aparelhos celulares. Disse também que pagou pela droga R$ 1.000 (mil reais) e que todo o processo de compra aconteceu pelo facebook. As investigações vão prosseguir no sentido de identificar e prender o traficante que está vendendo o haxixe através das redes sociais. A Polícia Federal possui policiais capacitados e ferramentas específicas que investiga crimes cometidos na internet, os quais são de sua competência.

O Haxixe (resina extraída de maconha que possui uma alta concentração de THC, princípio ativo da maconha que responsável por produzir o efeito alucinógeno) não é produzido no Brasil. O haxixe consiste no produto extraído, em forma de resina, das flores e frutos da Maconha. No Brasil, o percentual de pessoas que consomem o haxixe é o mesmo da maconha. Porém, por ser um pouco mais forte, ele é mais consumido por quem já utiliza a maconha há algum tempo.

Fonte: Polícia Federal

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

arroz 10 03 2021

arroz 10 03 2021

CONTADORA

CONTADORA

procura assassinos

procura assassinos

CURVELO

CURVELO

banner anuncie (2)

banner anuncie (2)