CRIANÇA TEM ROSTO QUEIMADO PELA MÃE COM COLHER QUENTE POR NÃO CONSEGUIR FAZER TAREFA ESCOLAR

terça-feira, 19 de março de 2019

Uma mulher de 25 anos é investigada pela Polícia Civil por queimar a filha, de 8 anos, em Olinda. A criança sofreu lesões na boca e no peito. Nesta segunda-feira (18), a criança foi retirada de casa, no bairro de Águas Compridas, segundo o Conselho Tutelar.

De acordo com o delegado Vinícius Oliveira, o caso ocorreu na quarta-feira (13) e a queixa foi registrada na Delegacia de Peixinhos nesta segunda-feira (18). A mãe da criança, segundo ele, afirma que as queimaduras ocorreram por causa de um acidente e nega ter ferido a filha por vontade própria.

“Hoje, todos compareceram à delegacia, inclusive a mãe. Ela diz que foi um acidente, mas estamos investigando o caso”, afirma.

De acordo com o conselheiro Eurico Guedes, o caso chegou ao Conselho Tutelar de Olinda por meio de denúncias.

“Eu recebi a denúncia e fui até o local verificar. A criança afirma que foi queimada porque estava com dificuldades para fazer uma tarefa da escola. Foi aí que a mãe usou uma colher quente para queimá-la. A garota diz que foi a primeira vez que isso aconteceu”, diz o conselheiro.

Nesta segunda-feira (18), a criança foi levada ao Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, no Centro do Recife, onde passa por exame de corpo de delito.

(Com informações do G1)

UM MORRE E DOIS FICAM FERIDOS APÓS TIROTEIO EM PRESÍDIO NO CURADO

terça-feira, 12 de março de 2019

Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários, tiros ocorreram durante briga de facções dentro da unidade

Um tiroteio foi registrado nesta terça-feira (12) no Presídio Juiz Antônio Luiz de Barros (Pjallb), no Complexo Prisional do Curado, Zona Oeste do Recife. De acordo com o Sindicato dos Agentes Penitenciários, três homens ficaram feridos na troca de tiros, que ocorreu no Pavilhão H, próximo à barbearia da unidade.

Eles foram levados para o Hospital Otávio de Freitas, em Tejipió, também na Zona Oeste, e um deles acabou morrendo. Ele foi identificado como Ricardo Luiz da Silva Pereira, de 20 anos, conhecido como “Cadinho”.

Briga por poder

Os outros feridos não tiveram as identidades divulgadas. Um deles permanece internado no Otávio de Freitas. O terceiro foi medicado e já voltou para a unidade prisional. Ainda segundo o Sindicato, os tiros foram em decorrência de uma briga por poder interno entre facções.

Durante a troca de tiros, havia 14 agentes penitenciários no local para uma transferência. Estavam sendo transferidos 25 presos do Centro de Triagem e Observação Criminológica de Abreu e Lima (Cotel) para o Pjallb, de onde também seriam levados outros 25 presos para o Cotel.

A Polícia Militar foi ao local. Eles vão realizar uma revista na unidade para encontrar a arma ou armas usadas no crime. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil.

Do JC Online

POLÍCIA FEDERAL/PE INVESTIGA MORTE DE ALEMÃO QUE TEVE UM MAL SÚBITO E VEIO A FALECER A BORDO DE UM AVIÃO

quarta-feira, 06 de março de 2019

Policiais Federais começaram a investigar na noite desta terça-feira, dia 05/03/2019, a morte do estrangeiro alemão, HORST GERARD ELSNER, de 61 anos, o qual passou mal dentro da aeronave da LATAM quando vinha de São Paulo-Guarulhos com destino à Recife/PE.

Segundo relatos preliminares de alguns passageiros, o estrangeiro acompanhado de sua amiga polonesa e que estava no Brasil com visto de turista, de repente começou a sentir-se mal dentro da aeronave, sendo atendido de pronto por uma médica e enfermeiros que estavam no avião, porém veio a falecer por volta das 18h20. Ao pousar no Aeroporto Internacional dos Guararapes a Polícia Federal foi acionada e de pronto começou os procedimentos para retirada do corpo e início dos procedimentos investigatórios.

A Polícia Civil foi chamada com o objetivo de proceder o acionamento do IML-Instituto de Medicina Legal com vista a efetuar o NIC-Número de Identificação do Cadáver a fim de que o corpo do estrangeiro passe por uma perícia tanatoscópica com o objetivo de apontar qual foi o verdadeiro motivo de sua morte. *Caso, seja constatada que a morte foi provocada por infarto ou por outro tipo que tenha causas naturais a investigação se dará por concluída, porém se as circunstâncias da morte tiverem uma conotação criminosa a Polícia Federal ficará à frente das investigações em virtude do episódio ter ocorrido à bordo de uma aeronave.

GARANHUNS, BREJÃO E AGRESTINA SÃO ALVOS DE OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL NESTA QUINTA-FEIRA (21)

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (21), pela Polícia Federal, a “Operação Pescaria I” que visa desarticular organização criminosa especializada na prática de fraudes em processos licitatórios, segundo a PF.A Polícia Federal em Caruaru/PE, com apoio da Controladoria-Geral da União, deflagrou na manhã de hoje (21/02/2019) a Operação Pescaria I, com a finalidade de dar cumprimento a 03 Mandados de Prisão Temporária e 04 Mandados de Busca e Apreensão, expedidos pela 24ª Vara da Justiça Federal, contra suspeitos de integrarem uma associação criminosa especializada na prática de fraudes em processos licitatórios no município de Agrestina/PE, destinados à contratação de obras públicas (construção de unidades básicas de saúde) custeadas com recursos do Ministério da Saúde, por meio da realização de atos destinados à prévia escolha de determinada empresa “de fachada” pertencente a um dos integrantes do esquema, sem capacidade técnico-operacional, restando a execução das obras públicas a terceiro desqualificado, também integrante do esquema.

O grupo também é investigado pela prática de atos de ocultação e dissimulação dos recursos envolvidos nas fraudes. A investigação teve início em novembro de 2018 e os crimes sob apuração são os de Fraude à Licitação, Associação Criminosa, Falsidade Ideológica, Peculato e Lavagem de Dinheiro, cujas penas somadas podem chegar a 46 anos de reclusão, além do pagamento de multas.

O trabalho conta com a participação de 48 Policiais Federais, além de servidores da CGU, e os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de Agrestina/PE, Garanhuns/PE e Brejão/PE.

Fonte: Polícia Federal

CHEFE DA POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO É INVESTIGADO POR USAR CARRO OFICIAL PARA IR À PRAIA

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

O chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Joselito Kehrle Amaral, foi filmado usando um carro oficial na praia de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Nas imagens, que circulam nas redes sociais desde a tarde dessa segunda-feira (18), o delegado aparece entrando no carro após sair da orla. Mais à frente, em trajes de banho, aparecem a esposa, que é policial civil e jornalista, e a filha de Joselito. As duas também entram no veículo, que é locado para a Polícia Civil.

Os vídeos e fotos foram amplamente compartilhados em grupos de WhatsApp. Muitos usuários criticaram a atitude de Joselito Kehrle por ter usado uma viatura policial descaracterizada para fazer passeio em família.

Procurada pelo Ronda JC, a Corregedoria Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS) informou que abriu, ontem, uma investigação preliminar sobre o uso do veículo oficial pelo chefe de Polícia Civil. “Desde a sexta-feira passada, o próprio servidor contatou a Corregedoria, tendo ontem pela manhã comparecido ao órgão para prestar esclarecimentos. Na fase de investigação preliminar, depoimentos serão colhidos, além das análises dos conteúdos compartilhados em redes sociais e da legislação vigente”, informou a nota enviada pela assessoria da SDS.

(Com informações do Ronda JC)

PF ERRADICA 234 MIL PÉS DE MACONHA E EVITA A PRODUÇÃO DE 78 TONELADAS DA DROGA NO SERTÃO DE PERNAMBUCO

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

A Polícia Federal através de sua Delegacia em Salgueiro/PE vem promovendo ações de identificação e consequente erradicação de plantios de maconha no sertão pernambucano. Tais medidas fazem parte das estratégias adotadas pela Coordenação-Geral de Prevenção e Repressão a Entorpecentes-CGPRE, Órgão Central da Polícia Federal em Brasília/DF, com o objetivo de reduzir a produção e oferta de maconha no sertão Pernambucano. A Operação Facheiro I, contou com um efetivo de mais de 40 policiais entre federais, civis e militares. Os policiais trabalharam com incursões terrestres, aéreas e fluviais e contou com o apoio de 02 aeronaves sendo uma da CAOP-Coordenação de Aviação Operacional e outra do BAVOP – Batalhão de Aviação Operacional da Polícia Militar do Distrito Federal, botes infláveis, além de uma ambulância do Corpo de Bombeiros para realização de pronto atendimento caso haja alguma emergência.

Desta vez foi concluída a primeira operação de erradicação e destruição dos plantios de maconha no Sertão Pernambucano nos dias compreendidos de 05 a 13 de fevereiro/2019 (09 dias) onde conseguiu-se erradicar e destruir cerca de 234 mil pés de maconha, 73 plantios, 59 mil mudas da planta. Os plantios foram localizados através de levantamentos feitos pela Polícia Federal em algumas ilhas dos Rio São Francisco e na Região de Orocó/PE, Cabrobó/PE, Belém do São Francisco/PE e Santa Maria da Boa Vista/PE, bem como em áreas de caatinga em Salgueiro/PE, Carnaubeira da Penha/PE, Serra Talhada/PE, Betânia/PE, Parnamirim/PE, Ibó/PE e Floresta/PE.

O ciclo produtivo da cannabis é acompanhado de perto por policiais federais e quando vai se aproximando o período da colheita novas ações são realizadas coibindo assim a secagem e a consequente introdução no mercado consumidor (pontos de vendas de drogas). As constantes operações policiais de erradicação de maconha no sertão de Pernambuco, não tem dado tempo ao traficante daquela região em produzir a droga em seu pleno desenvolvimento, o que tem levado a importação da droga do Paraguai. Isto também está demonstrado pelo aumento das apreensões feitas pela Polícia Federal de maconha vinda daquele país vizinho. CASO OS 234 MIL PÉS DE MACONHA FOSSEM COLHIDOS, PRENSADOS E COLOCADOS NO MERCADO CONSUMIDOR DARIA PARA SE FAZER 78 TONELADAS DE MACONHA! Assim, com essas operações consecutivas a Polícia Federal contribui significativamente para o desabastecimento dos pontos de venda de droga em nosso estado como também em outros estados da região nordeste, evitando assim a escalada da violência tais como: assaltos, furtos, homicídios, assassinatos, acertos de contas, porque geralmente essas ocorrências giram em torno do tráfico de drogas. Cada ponto de venda de droga desabastecido, significa um foco a menos de violência

* Facheiro é uma planta da família das cactáceas e chega a atingir até dez metros de altura com ramificação verde-escuro e bastantes espinhos, ocorrendo nas caatingas dos estados do nordeste.

Fonte: Polícia Federal

MPLABS INICIA NA PRÓXIMA SEGUNDA (18) TREINAMENTOS EM FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS DESENVOLVIDAS PARA INCREMENTAR ATUAÇÃO DO MPPE

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

O evento de tecnologia será realizado nas cidades de Petrolina, Salgueiro, Serra Talhada, Arcoverde, Garanhuns, Vitória de Santo Antão, Caruaru, Palmares e Recife a partir do dia 18 de fevereiro

Duas soluções tecnológicas desenvolvidas dentro do 1º Ciclo de Inovação Aberta do Ministério Público de Pernambuco (Mplay) estão prestes a entrar no dia a dia dos membros e servidores da Instituição. A partir da próxima segunda-feira (18), a equipe do MPLabs inicia uma série de treinamentos em cidades-polo de todo o Estado com o objetivo de preparar os integrantes do MPPE a utilizar o Revisio e o Voxia. Os interessados em participar do treinamento podem se inscrever por meio de formulário online (https://www.sympla.com.br/roadshowmplabs2019). Serão disponibilizadas 30 vagas para cada uma das oito turmas do interior e 24 para cada uma das seis turmas da Capital e Região Metropolitana.

“Estamos fazendo a entrega efetiva de alguns dos produtos anunciados na Semana do MPPE, demonstrando a preocupação de cumprir com a promessa de facilitar o trabalho dos membros da Instituição”, afirmou o presidente do Comitê Estratégico de Tecnologia da Informação e do MPLabs, promotor de Justiça Antonio Rolemberg.

Segundo o coordenador-executivo do MPLabs, Roberto Arteiro, a ideia por trás do roadshow é fazer a entrega das soluções acompanhada de um treinamento prático, de modo que os membros e servidores estejam capacitados a utilizar as soluções nas suas atividades profissionais. “Para quem tiver o interesse em usar essas ferramentas e otimizar sua atuação, esse é o momento. E contamos com o apoio usuários iniciais para termos feedback sobre os produtos. Essa parceria vai contribuir para a evolução das ferramentas”, destacou.

Conheça as soluções – o Revisio é uma aplicação que permite visualizar uma linha do tempo de processos judiciais, oferecendo aos promotores e procuradores de Justiça uma visão completa dos autos e dos pontos-chaves da atuação ministerial. O Voxia, por sua vez, é uma solução que transforma gravações de vídeo em texto, que pode ser consultado e referenciado para uso em vários tipos de procedimentos ministeriais.

Fonte: MPPE

NOVA FASE DA ‘GÊNESIS’ CUMPRE MANDADOS DE PRISÃO CONTRA GRUPO SUSPEITO DE DESVIAR R$ 18 MILHÕES DA PREFEITURA DE QUIPAPÁ

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Alvos da operação são acusados de praticar crimes como corrupção e lavagem de dinheiro

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e a Polícia Civil deflagraram na manhã desta quinta-feira (14) a quarta fase da Operação Gênesis. A ação objetiva cumprir 16 mandados de prisão e de busca e apreensão nos municípios de Quipapá, Garanhuns, Caruaru e Itaíba contra ex-agentes públicos e empresários que fazem parte de um esquema criminoso que teria desviado R$ 18 milhões da Prefeitura de Quipapá.

“Essa nova etapa da Operação Gênesis é resultado de mais de um ano e meio de investigações. Nossa expectativa é poder prender pessoas que praticam crimes silenciosos, mas que atingem diretamente toda a sociedade”, destacou o promotor de Justiça Frederico Magalhães, do Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento ao Crime Organizado (Gaeco).

Os alvos da operação são acusados de praticar os crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraudes em licitações que tinham por finalidade desviar recursos públicos por meio da contratação de empresas de fachada pelo município de Quipapá.

O esquema criminoso já tinha sido alvo, em 2018, da segunda fase da Operação Gênesis, quando foram cumpridos mandados de busca e apreensão na sede da Prefeitura de Quipapá e de algumas das empresas.

(Com informações do G1)

PACOTE ANTICRIME PROPÕE O ACORDO DE NÃO PERSECUÇÃO PENAL

terça-feira, 05 de fevereiro de 2019

O ministro da Justiça e da Segurança Pública do Brasil (MJSP), Sérgio Moro, apresentou, na manhã desta segunda-feira (14), às lideranças do Poder Executivo dos Estados, em Brasília, uma série de medidas que visam dar mais agilidade ao cumprimento de penas, aprimorando a investigação e diminuindo a sensação de impunidade no País. Um dos pontos altos do projeto, que será apresentado ao Congresso Nacional em breve, é a adoção do acordo de não persecução penal para os crimes cometidos sem violência ou grave ameaça e cuja pena máxima for inferior a quatro anos. Em Pernambuco, devido à iniciativa do procurador-geral de Justiça (PGJ-PE), a ação é uma realidade que tem o potencial de reduzir até 4 mil audiências criminais na capital pernambucana, trazendo mais celeridade para a Justiça.

“A proposta do ministro Moro é o futuro do processo penal. Há mais de dois anos, já estamos estruturando o nosso Ministério Público para um novo modelo de justiça criminal que vai alinhar o consenso com a celeridade, efetividade e eficiência da Justiça. Tenho plena convicção que estamos diante de uma realidade que não pode ser mais adiada, foi nesse sentido que nos antecipamos e criamos, aqui em Pernambuco, o primeiro Núcleo de Não Persecução Penal do Brasil”, disse o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros.

Ainda segundo Dirceu Barros, que é um dos coordenadores do livro “Acordo de Não Persecução Penal”, a iniciativa traz celeridade à Justiça e o que a sociedade mais deseja, atualmente, uma resposta rápida aos crimes cometidos. “O plea bargain, como é chamado o instrumento em língua inglesa, é adotado em diversos países. Nos Estados Unidos, por exemplo, 90% dos casos criminais são resolvidos por acordo. O Sistema Judicial Criminal, ao direcionar seus recursos e estrutura para combater os crimes graves, ganha agilidade, eficiência  e enfrenta a criminalidade com grande eficácia”, completa ele.

Em dezembro do ano passado, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) inaugurou o primeiro Núcleo de Não Persecução Penal (NANPP) do País. A unidade administrativa, vinculada à Central de Inquéritos da Capital, é responsável pela propositura  dos acordos de não persecução penal, quando os casos em que a pena mínima forem inferiores a quatro anos e nos crimes sem violência ou grave ameaça à pessoa. Com a unidade será possível reduzir em cerca de 30% os processos penais no Recife.

Para o procurador-geral, a chamada “justiça penal negociada” implica em uma mudança de mentalidade em todos operadores do direito (promotores, juízes, defensores públicos e advogados) que, hoje, seguem doutrinas elaboradas no século 18 e que chegaram ao Brasil com o Código Penal e Código de Processo Penal, ambos na década de 40. “Estamos indo ao encontro da justiça criminal consensual trazendo à tona uma nova política criminal, que visa evitar o uso do processo penal tradicional, optando pela utilização de institutos negociais. O ordenamento jurídico brasileiro começou a adotar o instituto da Justiça penal consensual, como a transação penal, para delitos de pequeno potencial ofensivo, e colaboração premiada, para crimes graves que podem envolver organizações criminosas, o momento agora é da consolidação do acordo de não persecução”, asseverou.

“A sociedade brasileira precisa saber que quando os bandidos são soltos a culpa não é da Justiça e sim de leis fracas que impulsionam procedimentos que eternizam as lides e deixam os promotores, magistrados e delegados com as mãos atadas, transformando o Brasil em um verdadeiro paraíso da impunidade. Com adoção do plea bargain adaptado, conjugado com penas mais duras para os delitos graves, essa realidade vai mudar”, concluiu Dirceu Barros.

LEI ANTICRIME – No novo pacote, o acordo de não persecução penal está previsto no artigo 28-A. Este aponta que o Ministério Público poderá adotar medidas para a reprovação e combate ao crime, ajustadas cumulativamente ou alternativamente, de acordo com a gravidade do delito. Segundo o projeto, é possível que o acusado possa reparar o dano ou restituir objeto à vítima; renunciar voluntariamente à bens e direitos indicados pelo MP e que sejam instrumentos proveitos do crime; prestar serviços à comunidade ou entidades públicas; pagar prestação pecuniária; ou cumprir, no prazo determinado, outra condição indicada pelo MP, desde que proporcional e compatível com a pena imputada.

O pacote prevê, ainda, alterações em 14 leis brasileiras, como o Código Penal, o Código de Processo Penal, a Lei de Execução Penal, a Lei de Crimes Hediondos, o Código Eleitoral, entre outros. O objetivo é combater de forma mais efetiva a corrupção, crimes violentos e o crime organizado, problemas enfrentados pelo País e que são interdependentes. O projeto adequa a legislação à realidade atual, dando mais agilidade no cumprimento das penas, tornando o Estado mais eficiente e diminuindo a sensação de impunidade.

Fonte: MPPE

DUAS MULHERES FORAM PRESAS PELA POLÍCIA FEDERAL COM 11 QUILOS DE MACONHA, EM SALGUEIRO/PE

segunda-feira, 04 de fevereiro de 2019

A Polícia Federal em Salgueiro/PE, procedeu a prisão e autuação em flagrante na tarde do dia 30/01/2019, por volta das 15h de FABÍOLA CARLA SANTANA DAMACENA, 38 anos, casada, comerciante, natural de Recife/PE e residente no bairro do Pina-Recife/PE-(possui antecedentes criminais-já foi presa duas vezes por tráfico de drogas) e MARCELA SOUSA DA SILVA, 22 anos, solteira, natural de Recife/PE e residente no bairro do Pina-Recife/PE – (não possui antecedentes criminais).

As prisões aconteceram em virtude de informações repassadas pelo Setor de Inteligência da Polícia Militar de Cabrobó/PE, dando conta da existência de duas mulheres que iriam transportar substância entorpecente (maconha) de Salgueiro/PE até Recife/PE. De posse dessas informações e com as características físicas das suspeitas foi montada uma vigilância no terminal rodoviário de Salgueiro/PE, objetivando identificar e prender as suspeita, haja vista que elas teriam que pegar um ônibus para fazer a viagem até Recife/PE. A ação teve seu desfecho final quando os federais localizaram as duas mulheres numa pousada que fica ao lado do terminal rodoviário e ao ser aberta uma mala que estavam de posse foi encontrado em seu interior 14 (quatorze) invólucros de maconha que totalizou um peso bruto de 10,8Kg (dez quilos e oitocentos gramas), além de uma pequena quantidade de haxixe e cocaína e cerca de R$ 240 reais em espécie.

Terminado os trabalhos ostensivos e tendo sido a droga arrecadada, as duas suspeitas receberam voz de prisão em flagrante e em seguida foram levadas para a Delegacia de Polícia Federal em Salgueiro/PE, onde, após ter sido informada dos seus direitos e garantias constitucionais acabaram sendo *autuadas pelo crime contido nos artigos 33 e 35 da Lei nº 11.343/2006 e 329, 331 e 333 (tráfico de entorpecentes e associação – desobediência, desacato e corrupção ativa) e caso sejam condenadas poderão pegar penas que variam entre 5 a 25 anos de reclusão! *

Em seu interrogatório FABÍOLA informou que tem 3 filhos (11, 13, 15) e que é usuária de maconha e cocaína. Disse também que pegou os cerca de 11kg de maconha em Riacho Pequeno a um traficante (não deu detalhes) pagando a quantia de R$ 1.000,00 (mil reais). A suspeita ainda tentou oferecer aos federais vantagem indevida em dinheiro para que ela fosse liberada, porém foi de pronto rechaçada e também resistiu à prisão proferindo palavras insultuosas aos policiais. Já MARCELA disse que também tem 3 filhos (6, 2, 1) e está grávida de mais outro de 5 meses e que também é usuária de maconha e cocaína. A pretensão era ao chegar em Recife/PE revender a droga no bairro do Pina/PE.

Após a autuação, as presas realizaram Exame de Corpo de Delito no IML – Instituto de Medicina Legal e em seguida foram encaminhados para a audiência de custódia ONDE FOI CONFIRMADA APENAS A PRISÃO PREVENTIVA DE FABÍOLA, a qual foi encaminhada para a Penitenciária Feminina de Verdejantes/PE, onde ficará à disposição da Justiça Estadual/PE. Já MARCELA foi decretada a sua prisão domiciliar com uma série de restrições em virtude de sua gravidez.