JUIZ CONDENADO POR CORRUPÇÃO, ESTELIONATO E OUTROS CRIMES É PRESO

quinta-feira, 11 de julho de 2019

A Polícia CiIvil apresentou, nesta quinta-feira (11), os detalhes da prisão do juiz aposentado André Rui de Andrade Albuquerque. Ele foi preso nesta quarta-feira (10), após condenação em segunda instância pelos crimes de estelionato, falsificação de documentos públicos e privados, corrupção e ocultação de bens. André Rui de Andrade foi condenado a 17 anos de prisão em regime fechado.

Em 2007, o juiz André Rui de Andrade foi o primeiro juiz aposentado compulsoriamente pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). A prisão foi realizada pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco), braço da Delegacia Interestadual e Capturas (Polinter/capturas).

O delegado Paulo Furtado, revelou que o juiz aposentado já foi encaminhado para o Cotel, em Abreu e Lima. “Ele por tratar-se de prisão pena, não tem prisão especial. Ele foi encaminhado ao Cotel, onde cumprirá sua pena. Pelo fato do Cotel ser um centro de triagem, o juiz de execução penal ficará responsável por dar o fiel cumprimento à referida pena”, disse.

Crime

Em 2004, o juiz falsificou sentenças para facilitar um golpe de R$ 990 mil contra um aposentado que tinha a fortuna disputada por herdeiros. Nessa época, ele era juiz da 1ª Vara Cível de Jaboatão dos Guararapes.

Após ser denunciado pelo Ministério Público em 2007, André Rui se aposentou de forma compulsória (obrigatoriamente) e foi destituído do seu cargo na 1ª Vara Cível de Jaboatão dos Guararapes.

O processo durou cerca de 10 anos, em decorrência de recursos para reverter a sentença. Entretanto, desembargadores do TJPE confirmaram a decisão e o mandado de prisão condenatória foi expedido.

Nota do TJPE

O Tribunal de Justiça de Pernambuco informa que a Operação Mãos Dadas, comandada pelo TJPE e pelo Ministério Público estadual, teve início em setembro de 2006. Em 15 de janeiro de 2007, a então Corte Especial do TJPE, formada por 15 desembargadores, à unanimidade, decidiu aposentar compulsoriamente o juiz André Rui de Andrade Albuquerque, já afastado das funções e cumprindo pena de prisão especial.

O processo foi distribuído em 15 de maio de 2007 para a 3ª Vara Criminal de Jaboatão dos Guararapes, com sentença de condenação penal publicada em 17 de março de 2017. No período, durante todo o processo, houve movimentações mensais entre a distribuição e a sentença de primeiro grau em razão de pedidos de vista e recursos. Em 15 de maio de 2017, também em grau de recurso, o processo foi distribuído para o Tribunal.

A 1ª Câmara Criminal do TJPE, de forma unânime, em acórdão de 12 de março de 2019, manteve a pena ao juiz aposentado compulsoriamente e afastado de forma definitiva das atividades do Poder Judiciário Estadual, André Rui de Andrade Albuquerque, pelos crimes de falsificação de documento particular, estelionato, falsificação de documento público, falsidade ideológica e corrupção passiva.

Dessa forma, a decisão do Juízo da 3ª Vara Criminal de Jaboatão dos Guararapes, de 17 de março de 2017, que fixou a pena em 17 anos de reclusão e 300 dias-multa (um dia-multa equivale a dois salários mínimos à época do fato), foi ratificada pelos desembargadores. O acórdão se deu em trânsito em julgado, sem a possibilidade de recurso, em 20 de junho de 2019.

(Com informações da Rádio Jornal)

MULHER FOI PRESA COM COCAÍNA NO AEROPORTO DOS GUARARAPES

terça-feira, 02 de julho de 2019

A Polícia Federal em Pernambuco, prendeu em flagrante no dia 26/06/2019, por volta das 19h, no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre PAULA RODRIGUES DOS SANTOS, solteira, 23 anos, produtora de eventos, natural de Pindobacu/BA e residente em Salvador/BA-(não possui antecedentes criminais).

A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina destinada a reprimir o tráfico internacional e doméstico de entorpecentes no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. Os Policiais Federais ao selecionarem algumas bagagens de um voo que tinha como destino Frankfurt na Alemanha, a fim de que fossem submetidas ao aparelho de raios-x, perceberam que em uma delas havia forte presença de material orgânico, bem característico de indicativo de conter drogas. A ação teve desfecho final quando os policiais ao identificar a proprietária da respectiva mala perceberam que ela estava bastante nervosa quando começou a responder alguns questionamentos dos federais dando respostas desencontradas e sem muita fundamentação, principalmente sobre o motivo de sua viagem. Ao ser aberta a bagagem na sua presença, descobriu-se, escondido nas laterais de um fundo falso da mala, 02 invólucros que ao passar pelo exame narcoteste resultou positivo para cocaína, totalizando um peso bruto de 2,6Kg (dois quilos e seiscentos gramas). Além da droga também foram apreendidos documentos, 01 aparelho celular, cartões de embarque, passagens aéreas e a importância de € 1.000 (mil euros) cerca de R$ 4.300 reais.*

Terminado os trabalhos investigativos e tendo sido a droga encontrada, a suspeita recebeu voz de prisão em flagrante foi informada dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida, conduzido para a Superintendência da Polícia Federal no Cais do Apolo, onde acabou sendo autuada pela prática do crime contido no artigo 33 e 40 inciso I da Lei nº 11.343/2006 (tráfico internacional de entorpecentes) e caso seja condenada poderá pegar penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão. Após a autuação, a presa realizou exame de corpo de delito no IML-Instituto de Medicina Legal e foi levada para a audiência de custódia, sendo encaminhada para a Colônia Penal Feminina onde ficará à disposição da Justiça Federal/PE.

Em seu interrogatório, a presa informou que foi aliciada por uma pessoa em Salvador/BA-(não deu maiores detalhes) para que pudesse se dirigir até Recife/PE e ficar hospedada num hotel em Boa Viagem onde receberia uma mala com a cocaína já escondida num fundo falso. Após receber a mala e as passagens de ida e volta tentou embarcar para Frankfurt-Alemanha, ocasião em que foi presa pela Polícia Federal. Disse também que pelo serviço de transporte iria ganhar a importância de R$ 7 mil reais quando entregasse a mala com a cocaína para uma pessoa que lhe identificaria pela cor da sua roupa. Por fim alegou que a motivação para transportar a droga foi devido sua situação financeira difícil.

ESTATÍSTICAS DE APREENSÕES NO AEROPORTO DOS GUARARAPES: Essa já é a nona apreensão de drogas no Aeroporto dos Guararapes no ano de 2019 – até agora 13 pessoas foram presas, sendo 5 homens e 8 mulheres e apreendidos 59,8Kg de cocaína e 26,5Kg de skunk.

Fonte: Polícia Federal

PF APREENDE CERCA DE 35KG DE COCAÍNA ORIUNDA DOS ESTADOS UNIDOS ESCONDIDA NO INTERIOR DE UMA BOLSA

segunda-feira, 01 de julho de 2019

A Polícia Federal em Pernambuco, através da Delegacia de Imigração-DELEMIG e de Repressão à Entorpecentes-DRE, procedeu a apreensão no dia 26/06/2019, por volta das 15h de uma bolsa despachada dos Estados Unidos, o qual continha em seu interior 32 tabletes de cocaína que totalizou um peso bruto de 35,2Kg (trinta e dois quilos e duzentos) gramas.

A apreensão se deu após o setor de recebimento de bagagem de uma empresa aérea verificar a existência de “rush”, nome dado em caso de bagagens desacompanhadas de seus proprietários. A sacola foi despachada dos Estados Unidos do Newark Liberty Internacional Airport no dia 13/06/2019 tendo ido para o Aeroporto de Guarulhos/SP e tinha como destino final o Aeroporto Internacional dos Guararapes em Recife/PE. A bagagem veio apenas com a numeração e sem o nome do destinatário.

Ao achar estranho que uma bagagem não tivesse destinatário e desconfiar do seu peso, tamanho e características, os funcionários da empresa aérea resolveram abri-la na presença de duas testemunhas quando descobriram os 32 tabletes suspeitos. A Polícia Federal foi acionada para verificação e ao ser feito o narcoteste constatou-se tratar de cocaína. Terminado os trabalhos policiais e tendo sido a droga encontrada, os funcionários da empresa aérea responsáveis pelo recebimento das bagagens foram levados para a Superintendência da Polícia Federal no Cais do Apolo, onde prestaram depoimento sobre as circunstâncias em que a droga foi encontrada e depois liberados.

A Polícia Federal instaurou inquérito policial para averiguar todas as circunstâncias que ensejaram o envio do material entorpecente para o Recife/PE, bem como solicitará informações sobre quem enviou a sacola dos Estados Unidos e também investigará o destinatário que a iria recepciona-la e retirá-la na capital pernambucana . O crime de tráfico internacional de drogas prevê penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão.

Fonte: Polícia Federal

ADOLESCENTES TORTURAM E MATAM GAROTA POR CAUSA DE CIÚMES, DIVULGAM VÍDEO E SÃO APREENDIDAS

quarta-feira, 26 de junho de 2019

Uma adolescente de 14 anos foi agredida até a morte na manhã desta terça-feira (25), no Pontal de Maria Farinha, em Paulista, Região Metropolitana do Recife (RMR). De acordo com a Polícia Civil, as suspeitas do crime são duas jovens de 15 anos, que filmaram toda a ação, divulgada nas redes sociais.

Um vídeo de oito minutos e 34 segundos mostra a vítima sendo torturada. Mesmo pedindo que as agressoras parassem e conversassem com ela, a vítima não conseguiu escapar dos socos, puxões de cabelo, tentativas de afogamento e golpes de faca. No fim da gravação, uma mulher chega ao local e avisa que vai chamar a polícia.

Vestindo o uniforme de uma escola pública do Recife, a vítima foi encontrada morta na beira-mar, perto de uma edificação abandonada.

Possíveis motivações

Por volta das 14h40, as duas adolescentes chegaram à Delegacia de Polícia da 34ª Circunscrição, em Maria Farinha, onde foram autuadas em flagrante de ato infracional equiparado a homicídio. Na unidade policial, o delegado Álvaro Muniz tentou ouvi-las, mas só conseguiu de maneira informal, já que ambas permaneceram bastante agressivas durante todo o tempo em que estiveram no local. “Desde o momento em que foram apreendidas, se mostram extremamente agressivas e com sinais de que ingeriram entorpecentes. Iniciamos o depoimento, mas de uma hora para outra, começaram a gritar, surtar, inclusive agredindo policiais civis. Diante do contexto, fica totalmente inviável colhermos a versão para esse trágico crime”, explicou o delegado.

Segundo o delegado, com base no que conseguiu escutar inicialmente, o assassinato teria sido motivado por uma possível traição. “As informações que elas nos dão são de que a vítima teve um relacionamento com uma delas por cerca de dois anos, separaram, e agora a vítima pediu para se encontrar com uma delas. A outra descobre e vai atrás, presencia esse encontro e começam aí as agressões físicas. A traída vai até o local e a outra deixa que as agressões aconteçam até um determinado instante em que participa também”, disse.

Pouco antes das 21h, as duas, que já haviam passado pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), foram levadas para a Unidade de Atendimento Inicial (Uniai) do órgão, localizada na Boa Vista, Centro do Recife.

No Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, área central da cidade, a mãe da vítima, afirmou à TV Jornal que o crime ocorreu porque uma das agressoras estava inconformada com o fim do relacionamento. “O que ela fez foi uma maldade, cruel e ainda botou nas redes sociais. Isso não existe, isso a gente não faz nem com bicho, imagina com um ser humano”, disse. A versão é a mesma apontada pelo namorado da menina, um jovem de 17 anos. “Ela não aceitou o fim do relacionamento, não queria ver minha namorada feliz e fez essa barbaridade”, afirmou.

(Com informações do NE10)

PRISÃO DO PREFEITO DE CAMARAGIBE VEIO POR PEDIDO DE MEDIDA CAUTELAR ENDOSSADO PELO MPPE

sexta-feira, 21 de junho de 2019

A segunda fase da Operação Harpalo ocorreu nesta quinta-feira (20), em complemento à investigação da Polícia Civil de Pernambuco, que começou em dezembro de 2018 com o objetivo de desbaratar organizações criminosas que praticavam fraude em licitação, corrupção e lavagem de dinheiro. Um dos cinco presos foi o prefeito de Camaragibe, Demóstenes e Silva Meira. O pedido de medida cautelar de prisão foi feito Polícia Civil. O Ministério Público de Pernambuco mostrou-se a favor, após as autoridades policiais apresentarem várias provas contra os acusados, no que o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, concluiu mostrar-se imprescindível ao prosseguimento das investigações.

Os outros quatro presos são os casais de empresários Severino Ramos da Silva e Luciana Maria da Silva; Carlos Augusto e Joelma Soares. Todos destinados ao Centro de Observação e Triagem Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife. Também foi emitido um mandado de afastamento cautelar para o prefeito. Assim, mesmo que ele seja solto, estará temporariamente afastado das atividades do poder executivo municipal. O prefeito foi detido na sua residência, no bairro da Madalena.

“Toda prova documental e testemunhal já produzida dá conta de fortes indícios de autoria, pelo gestor público e demais investigados, da prática de graves crimes contra o erário, provocando prejuízo e trazendo desequilíbrio às contas da Prefeitura, além de deixar desassistida a comunidade pobre e carente, necessitada dos serviços de saúde, educação, segurança e/ou outros ofertados pelo poder público, o Ministério Público do Estado de Pernambuco manifestou-se pelo deferimento da representação formulada pela autoridade policial para concessão de medida cautelar de prisão preventiva do prefeito Demóstenes e Silva Meira e de Carlos Augusto Bezerra de Lima, Luciana Maria da Silva, Severino Ramos da Silva e Joelma Soares Gomes da Silva”, relatou Francisco Dirceu Barros no pedido de medida cautelar de prisão à Justiça.

O procurador-geral de Justiça ainda lembrou que foi por meio de inquérito civil instaurado na 2ª Promotoria de Justiça Cível da Comarca de Camaragibe que se começou a investigar e apurar possíveis irregularidades na contratação direta para os serviços de manutenção preventiva e preditiva dos prédios públicos vinculados à Secretaria Municipal de Educação.

Na Comarca de Camaragibe também tramita uma Ação Civil Pública de Responsabilidade por Ato de Improbidade Administrativa, movida pelo MPPE, pelo afastamento do prefeito, em decorrência de atos que feriram princípios que regem a Administração Pública. O cerne dessa ação é a exigência que teria feito o gestor da presença dos servidores comissionados da Prefeitura em uma prévia carnavalesca realizada no dia 17 de fevereiro de 2019, comprovada em um áudio amplamente divulgado na mídia e nos jornais televisivos, visto que a principal atração do evento seria a apresentação da cantora Taty Dantas, que é a noiva dele.

Em 26 de março, foi deflagrada a primeira fase da Operação Harpalo. No entanto, novas evidências levaram a Polícia Civil à segunda fase. Na primeira fase da Harpalo, foram encontradas irregularidades nas contas referentes à manutenção de escolas da rede municipal, do prédio da Prefeitura de Camaragibe e da limpeza urbana. Somados, os contratos resultam em R$ 33 milhões.

De acordo com a Polícia Civil, o contrato referente à manutenção das escolas é de R$ 1,2 milhão, dos quais foram desviados cerca de R$ 117 mil. Outros contratos seriam para a compra de medicamentos, suplementos hospitalares, material gráfico, publicidade e propaganda, merenda escolar e locação de imóveis. As empresas favorecidas na concorrência de licitações, que estavam em conluio, eram C.A. Construções Civis e a Esfera Construções. Nas investigações, foram encontrados contratos irregulares desde o ano de 2017.

“O principal palco dos crimes era a Prefeitura de Camaragibe. O prefeito era o líder desta organização criminosa”, disse a delegada Polyanne Farias, gerente operacional da Diretoria Integrada Especializada (Diresp).

Em março passado, a Polícia chegou a solicitar a prisão de Demóstenes e Silva Meira. No entanto, o Tribunal de Justiça de Pernambuco negou o pedido. De acordo com a Polícia Civil, o prefeito ainda teria ameaçado um vereador da cidade e uma servidora pública, que seriam testemunhas ligadas à operação.

Ao todo, 40 policiais civis atuaram, entre delegados, agentes e escrivães. A Harpalo é coordenada pela Diretoria Integrada Especializada (Diresp) e supervisionada pela Chefia de Polícia. As investigações foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco (Dintel) e pelo Laboratório de Lavagem de Dinheiro (Draco).

“Durante a segunda fase da operação, verificamos que as condutas criminosas continuaram. Meira continuava, dentro da Prefeitura, cometendo atos criminosos. Então, o poder Judiciário e o Ministério Público de Pernambuco compreenderam a necessidade de corroborar com a solicitação de prisão preventiva e o afastamento cautelar”, acrescentou a delegada Polyanne Farias.

Mais detalhes da Operação Harpalo II serão divulgados nesta sexta-feira (21), em coletiva para a imprensa, às 11h, no prédio operacional da Polícia Civil, na Rua da Aurora, no centro do Recife.

POLÍCIA FEDERAL CUMPRE DECISÃO DE AFASTAMENTO DO PREFEITO DE CEDRO E FILHA SECRETÁRIA

terça-feira, 18 de junho de 2019

A Delegacia de Polícia Federal em Salgueiro/PE cumpriu, na data de hoje, a decisão do TRF-5 que determinou o afastamento das funções do então prefeito do município de Cedro/PE, Antônio Inocêncio Leite. Foi afastada também a Secretária de Finanças do município, Andrezza Saraiva Leite, filha do até então gestor da cidade.

Na ocasião foram cientificados da decisão, além dos afastados, o vice-prefeito e o presidente da Câmara de Vereadores do município. Conforme a determinação, Antônio Inocêncio Leite e Andrezza Saraiva Leite, além de outros investigados, ficam proibidos de ter acesso às dependências da Prefeitura.

A decisão foi determinada em decorrência da Operação Chofer, realizada pela PF, que investiga desvio de recursos através de empresas de fachada. As investigações sobre o caso estão sendo realizadas pelos policiais com o apoio da Controladoria Geral da União (CGU).

Relembre aqui o início da operação que afastou o prefeito

Fonte: Polícia Federal

DELEGADO TEVE APARTAMENTO ARROMBADO E ARMA FURTADA, EM OLINDA

terça-feira, 18 de junho de 2019

O delegado Ademir Oliveira, que é titular do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), teve o apartamento arrombado, em Olinda. Uma arma de fogo usada pelo delegado também foi furtada pelo assaltante. A Corregedoria Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS) determinou, no último sábado (15), a abertura de um processo administrativo para investigar o caso.

De acordo com as investigações, apenas um homem participou do assalto. Ele teria usado um pé de cabra para arrombar o apartamento do delegado. Além de uma pistola, o assaltante levou aparelhos de TVs e outros pertences da família.

O processo vai apurar se o delegado cometeu alguma falha que contribuiu para o furto da pistola. A Corregedoria da SDS informou que “em casos assim, é de praxe a abertura de processo administrativo para investigar e esclarecer os fatos”. Detalhes das circunstâncias do arrombamento não foram repassados pela SDS para não atrapalhar as investigações.

Em paralelo, a Polícia Civil também investiga as circunstâncias do arrombamento para indiciar e punir o responsável.

(Com informações do Ronda JC)

POLÍCIA FEDERAL APREENDE CERCA DE 8 KG DE COCAÍNA ESCONDIDA NO INTERIOR DE UMA ESTANTE DE MADEIRA

terça-feira, 18 de junho de 2019

A Polícia Federal em Pernambuco, através da Delegacia de Repressão à Entorpecentes-DRE, prendeu e procedeu a autuação em flagrante no dia 14/06/2019, por volta das 15h de WELLINGTON AFONSO DE LIMA OLIVEIRA, 20 anos, desempregado, solteiro, natural de Irece/BA e residente no Parque Dorotéia-São Paulo/SP(não possui antecedentes criminais). A prisão aconteceu através de barreiras policiais de rotina no município de Xexéu/PE, às margens da BR 101 com ajuda do cão farejador Falcon, haja vista que o local estaria sendo usado como rota para o tráfico interestadual de entorpecentes.

Após fiscalizar vários veículos, por volta das 15h foi parado um ônibus que fazia a linha São Paulo-João Pessoa/PB, onde cada passageiro foi convidado a descer do coletivo e ficar próximo de sua bagagem e com a ajuda de um cão farejador foram vistoriados não apenas as bagagens de mãos, mas também as que estavam no bagageiro do coletivo. Dentro do bagageiro havia um rack de madeira com peso além do normal, o qual foi apontado pelo cão como possivelmente contendo material entorpecente.

A ação teve desfecho final quando os policiais federais valendo-se de uma furadeira perfuraram o interior do móvel de madeira, onde descobriram escondido dentro de 04 partes da estante cerca de 8,2Kg (oito quilos e duzentos gramas) de cocaína. Ao ser comparado o bilhete que estava fixado na estante foi identificado o legítimo proprietário que estava sentado na cadeira 35 do ônibus.

Terminado os trabalhos policiais e tendo sido a droga encontrada o suspeito, recebeu voz de prisão em flagrante, informado dos seus direitos e garantias constitucionais para em seguida ser levado para a Superintendência da Polícia Federal no Cais do Apolo, para as formalidades legais de Polícia Judiciária, tendo sido autuado em flagrante pela prática contida nos artigos 33 e 40 inciso V da Lei 11.343/2006 (tráfico interestadual de  entorpecentes) e, caso venha a ser condenado poderá pegar penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão).

Após a autuação, o preso realizou exame de corpo de delito no IML-Instituto de Medicina Legal e enviado para a audiência de custódia, onde teve sua prisão preventiva confirmada e em seguida foi encaminhado para o COTEL-Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna onde ficará à disposição da Justiça Estadual. Além da droga, também foram apreendidos um aparelho celular, tickets de passagem e bagagem.

Em seu interrogatório o preso informou que foi aliciado por uma mulher em São Paulo (não deu maiores detalhes) para transportar a estante com cocaína para Recife/PE e quando fizesse a entrega receberia a importância de R$ 3 mil reais. Disse ainda que não sabia quem receberia a droga em Recife/PE e que resolveu fazer o transporte por estar passando por problemas financeiros.

Fonte: Polícia Federal

POLÍCIA FEDERAL REALIZA MAIS UMA APREENSÃO DE SKUNK NO AEROPORTO INTERNACIONAL DOS GUARARAPES

segunda-feira, 17 de junho de 2019

A Polícia Federal em Pernambuco, prendeu em flagrante no dia 11/06/2019, por volta das 10h, no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre IGOR SANSERETH DE CASTRO, solteiro, 24 anos, industriário, natural e residente em Manaus/AM-(não possui antecedentes criminais). A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina destinada a reprimir o tráfico internacional e doméstico de entorpecentes no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. Os Policiais Federais ao selecionarem algumas bagagens a fim de que fossem submetidas ao aparelho de raios-x, perceberam que em uma delas havia forte presença de material orgânico, bem característico de indicativo de conter drogas.

A ação teve desfecho final quando os policiais ao identificar o proprietário da respectiva mala perceberam que ele estava bastante nervoso quando começou a responder alguns questionamentos dos federais dando respostas desencontradas e sem muita fundamentação, principalmente sobre o motivo de sua viagem. Ao ser aberta a bagagem na sua presença, descobriu-se, escondido entre suas roupas, alguns tabletes que continham em seu interior skunk (substância concentrada com alto teor de THC, também conhecida como supermaconha). Ao todo foram identificados 04 (quatro) invólucros que ao passar pelo exame narcoteste resultou positivo para skunk, totalizando um peso bruto de 2Kg. Além da droga também foram apreendidos documentos e 01 aparelho celular, cartões de embarque e passagens aéreas.

Terminado os trabalhos investigativos e tendo sido a droga encontrada, o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida, conduzido para a Superintendência da Polícia Federal no Cais do Apolo, onde acabou sendo autuado pela prática do crime contido no artigo 33 da Lei nº 11.343/2006 (tráfico de entorpecentes) e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão. Após a autuação, o preso realizou exame de corpo de delito no IML-Instituto de Medicina Legal e foi levado para a audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça Estadual/PE.

Em seu interrogatório informou que foi aliciado por uma pessoa em Manaus/AM, não dando maiores detalhes sobre quem o contratou para transportar a droga. Disse também que pelo serviço de transporte iria ganhar a importância de R$ 2 mil reais. Disse ainda que quando desembarcasse em Recife/PE iria comprar uma passagem de ônibus para Natal/RN e quando chegasse na rodoviária entregaria a droga para uma pessoa que lhe identificaria pela cor da roupa. Por fim alegou que a motivação para transportar a droga foi devido sua situação financeira.

O skunk é plantado em ambiente controlado, buscando maior concentração do tetrahidrocanabinol, ou THC, substância psicoativa que é o principal responsável pelos efeitos alucinógenos. Normalmente, a concentração de THC nos tipos comuns de maconha varia entre 2% e 4%. Já no Skunk varia entre 14% e 15%, mas, já foram apreendidos skunk com até 30% de THC, o que torna esse tipo de maconha ainda mais prejudicial e letal.

Os sintomas da maconha são alucinações, perda do controle da concentração e coordenação motora, perda da memória, psicoses, esquizofrenia, neuroses, dilatação da pupila, olhos vermelhos entre outros. Os efeitos do skunk são os mesmos da maconha, porém muito mais intensos, fazendo com que o cérebro do usuário acabe sendo “fritado”, ou seja, os danos cerebrais são mais intensos e danosos. O tráfico de skunk está ficando constante e se intensificando no nordeste devido a ser uma droga muito mais concentrada e de maior valor de compra do que a maconha.

Fonte: Polícia Federal

TRIO É ENCONTRADO MORTO DENTRO DE CASA EM CANDEIAS, JABOATÃO DOS GUARARAPES

segunda-feira, 10 de junho de 2019

Três pessoas foram encontradas mortas dentro de uma casa na manhã deste domingo (9), em Candeias, Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife (RMR). O triplo homicídio teria acontecido durante a madrugada, mas a polícia só foi acionada pela manhã, quando vizinhos de uma casa ao lado viram, de um primeiro andar, os corpos das vítimas caídos na área de lazer da residência.

De acordo com a Polícia Civil, o crime teria acontecido por volta das 4h. Vizinhos relataram ter ouvido disparos, mas acreditavam que fossem fogos de artifício. Entre as vítimas estão um homem, identificado como Eduardo Antônio da Silva Alves, de 43 anos, natural de Minas Gerais, e duas mulheres que ainda não foram identificadas.

Local do crime

Os corpos foram avistados por vizinhos na área de lazer da residência, onde ficam a piscina e a churrasqueira. Munições de pistolas de calibre nove milímetros foram encontradas no local, ao lado de copos, garrafas de bebida e uma pequena quantidade de maconha.

A residência onde as vítimas foram encontradas foi alugada há três meses a um técnica de rastreamento, identificado como Wallyson da Silva Dias, também de Minas Gerais, que ainda não foi localizado.

(Com informações do JC)