PORTEIRO DE ESCOLA É ASSASSINADO EM BELO JARDIM

domingo, 17 de novembro de 2019

Dois elementos em uma moto assassinaram um homem que trabalhava como porteiro de uma escola, na noite deste sábado (16), na Vila Raiz, no município de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco.

Jadiel do Nascimento Santos, de 24 anos, tinha saído de um local onde estava jogando dominó com amigos, quando os assassinos se aproximaram, disseram “perdeu, perdeu” e o garupa atirou na vítima.

Jadiel, não resistiu aos ferimentos e morreu no local, os assassinos fugiram aparentemente sem levar nada, populares que estavam no local disseram que a vítima não tinha inimigos e era querida na comunidade onde morava e trabalhava.

Até o momento a autoria do crime e motivação são desconhecidas, o corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.

HOMEM É ASSASSINADO A TIROS E GOLPES DE MARTELO EM BELO JARDIM

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Dois elementos usando como meio de transporte uma moto, mataram um homem na manhã desta quarta-feira (30), na serra dos ventos, no município de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco.

Janaelson Carlos Dias, de 32 anos, estava trabalhando em uma construção, quando foi alvejado por disparos e arma de fogo, após atirarem nele os assassinos usaram um martelo para golpeá-lo, Janaelson não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, o caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

JOVEM COMETE SUICÍDIO DENTRO DE CASA EM BELO JARDIM

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Uma jovem cometeu suicídio na tarde deste domingo (27), na cidade de Belo Jardim, no Agreste pernambucano.

O corpo de Edjaneça Lima de Melo, de 26 anos, foi encontrado foi encontrada enforcada na cozinha da casa eu morava com os pais no bairro Santo Antônio.

Segundo informações da família, era comum ela dizer que iria cometer suicídio, na tarde deste domingo disse aos pais que se não deixassem ela sair mataria o filho de 10 meses.

Edjaneça, foi a casa de uma vizinha com quem deixou o filho, voltou para casa e cometeu suicídio, o corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.

EX-PRESIDIÁRIO FOI ASSASSINADO NA ZONA RURAL DE BELO JARDIM

sexta-feira, 25 de outubro de 2019

Um homem foi assassinado na noite desta quinta-feira (24), no Sítio Porfírio, na zona rural do município de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco.

A vítima foi o ex-presidiário Thiago dos Santos Silva, de 26 anos, o corpo dele foi encontrado apresentando lesões provocadas por golpes de faca peixeira, o corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil e não há informações da autoria e motivação do crime.

POLÍCIA MILITAR PRENDE HOMEM QUE MATOU COMPANHEIRA ADOLESCENTE EM BELO JARDIM

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Um trabalho de investigação do Núcleo de Inteligência do 15º BPM, resultou na prisão do elemento que matou a namorada adolescente de 13 anos, no município de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco.

Evandro Barnabé, após uma discussão atirou em Yasmin Esthefanne da Fonseca Andrade, de 13 anos, o crime aconteceu no último dia (04/10), a vítima foi socorrida para o hospital de Belo Jardim e transferida para o Hospital da Restauração, onde morreu no dia (09/10).

Participaram da ação que resultou no cumprimento de mandado de prisão do assassino, Núcleo de Inteligência, operações, Malhas d Lei, GATI e guarnições do 15º BPM.

HOMEM É ENCONTRADO MORTO DENTRO DE VEÍCULO EM BELO JARDIM

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Um homem foi encontrado assassinado no fim da tarde desta segunda-feira (14), no Sítio Ingá, na área rural do município de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco.

O cadáver de José Cícero de Oliveira Cavalcanti, de 34 anos, estava dentro de um veículo Celta parcialmente carbonizado, a polícia não informou maiores detalhes de como aconteceu o crime.

O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, o caso será investigado pela Polícia Civil.

PROFESSORA DE BELO JARDIM FOI ASSASSINADA PELO NAMORADO EM CARUARU

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

No fim da tarde deste sábado (12), um cadáver de uma mulher foi encontrado em um terreno baldio na Avenida Gênova, no bairro Universitário em Caruaru, como não havia nenhum documento não teve como a vítima ser identificada, a equipe do IC – Instituto de Criminalística periciou o corpo, mas como só verificou uma lesão no pescoço da vítima não confirmou a causa da morte, na manhã deste domingo (13) familiares da professora Jodeilma Maria dos Santos, de 47 anos, compareceram no IML e reconheceram que o corpo era o dela que estava desaparecida desde a manhã da sexta-feira (11). O IML confirmou que a vítima foi assassinada por esganadura.

A delegada da Força Tarefa de Homicídios do fim de semana, Dra. Érika Feitosa, disse que logo cedo recebeu um telefonema da delegacia de Belo Jardim, pois o namorado da vítima, Irandir Amaro de Lima, de 41 anos, foi à delegacia para dizer que não tinha nada a ver com a morte da namorada e depois acabou confessando que a matou, ele foi levado para Caruaru, mas como ele confessou espontaneamente não pôde ser autuado em flagrante, no entanto a delegada foi pessoalmente ao fórum e solicitou a prisão do assassino e o seu pedido foi aceito com a expedição do Mandado de Prisão Temporária do acusado, prisão que tem prazo de validade de 30 dias que poderá ser prorrogado por mais 30 dias ou convertida em Prisão Preventiva.

Apesar da mulher ter sido morta pelo namorado, a delegada afirmou que o caso está sendo tratado como homicídio qualificado e não como feminicídio e o elemento já foi recolhido a Penitenciária Juiz Plácido de Souza. A vítima recebeu uma quantia de 3 mil reais de indenização trabalhista e foi a Caruaru com o namorado para fazer compras, ao ser questionado sobre o dinheiro o assassino alegou que deixou a bolsa da vítima ao lado do corpo e que teriam saído para jantar na Avenida Portugal e depois ao passarem pela Avenida Gênova começaram a discutir, ela correu para esse terreno e ele foi atrás, houve luta corporal e ele a matou e foi embora pra casa.

MORRE NO HOSPITAL DA RESTAURAÇÃO ADOLESCENTE BALEADA PELO NAMORADO EM BELO JARDIM

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Morreu na noite da última quarta-feira (9), no Hospital da Restauração, em Recife, a adolescente Yasmin Esthefanne da Fonseca Andrade, de 13 anos.

Ela foi alvejada por disparo de arma de fogo no último dia (04/10), no município de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, Yasmin apesar da pouca idade vivia com um elemento identificado como Evandro Barnabé, eles se desentenderam e Evandro atirou nela.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

MOTOQUEIROS ARMADOS ROUBAM CARRO EM BELO JARDIM/PE

segunda-feira, 07 de outubro de 2019

Um veículo Prisma foi tomado de assalto durante a madrugada desta segunda-feira (7), no bairro Bom Conselho, em Belo Jardim/PE. Dois elementos armados com armas de fogo renderam o motorista e roubaram o carro que tem placa PFL 7553.

Para a polícia, a vítima contou que eles chegaram numa motocicleta e após o roubo desapareceram. Um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado na delegacia local.

BELO JARDIM: MPPE REQUER NA JUSTIÇA CASSAÇÃO DE QUATRO CANDIDATURAS AO CONSELHO TUTELAR

sexta-feira, 04 de outubro de 2019

A Promotoria de Justiça de Belo Jardim ingressou na Justiça com quatro ações de impugnação com pedidos de tutelas de urgência requerendo à Comissão Eleitoral do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica) a cassação do registro dos candidatos William do Carmo (conhecido como William da Carteirinha), Maciel Alves da Silva, Ademilton dos Santos (conhecido como Lila) e Valdecir Omena Costa (Professor Valdecir). Caso o Juízo da Comarca de Belo Jardim acolha o pedido do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), os candidatos deverão ser excluídos do pleito.

A promotora de Justiça da Infância e Juventude de Belo Jardim, Sophia Spinola, ressaltou que as medidas emergenciais visam a evitar maiores danos ao processo eleitoral, tendo em vista que os candidatos teriam adotado práticas proibidas pela legislação que regulamenta a eleição de conselheiros tutelares.

“Encontra-se em tramitação na Promotoria de Belo Jardim o Procedimento Administrativo nº 01/2019, que tem por objetivo acompanhar a lisura do processo eleitoral como um todo. O MPPE recebeu manifestações sobre condutas dos candidatos que põem em xeque a exigência de idoneidade moral dos candidatos, bem como práticas que ferem a igualdade de condições entre aqueles que disputam o processo eleitoral”, detalhou Sophia Spinola.

Apoio indevido de agentes políticos — o MPPE identificou que os candidatos William do Carmo e Valdecir Omena Costa teriam se valido da influência de agentes políticos para disputar a eleição em condições desproporcionais aos demais candidatos.

No caso de William do Carmo, a Promotoria de Justiça de Belo Jardim recebeu denúncia de que Neo Santos, irmão do prefeito de Belo Jardim, está criando grupos de WhatsApp para orientar funcionários da Prefeitura a votarem nos candidatos do mesmo grupo do prefeito. “Até o momento, temos provas de que ele criou um grupo para beneficiar o candidato William da Carteirinha”, relatou a promotora de Justiça no texto da ação.

Segundo o que foi apurado pelo MPPE, o grupo de WhatsApp teria como um de seus objetivos angariar eleitores, bem como, providenciar transporte para eles. Em áudio enviado para o grupo, o irmão do prefeito requisitou aos demais participantes que informassem os nomes de eleitores para uma contabilização de votos.

No caso de Valdecir Costa, a promotora de Justiça argumentou que ele participou de um evento onde foi realizado “sorteio de casas populares” e divulgou fotos com políticos, dentre eles, um vereador e um suplente. Essa atitude viola frontalmente o edital das eleições para o Conselho Tutelar de Belo Jardim e uma Recomendação expedida pela Promotoria, que vedam a vinculação político-partidária das candidaturas.

Candidato responde a ação penal — em relação ao candidato Maciel Alves da Silva, que é conselheiro e disputa a recondução ao cargo, o MPPE requereu a impugnação porque ele responde a processo criminal por peculato, que é o crime cometido por funcionário público que se apropria de dinheiro, valor ou qualquer outro bem de que tem a posse em razão do cargo.

“Ele teve, inicialmente, seu registro de candidatura indeferido por responder à ação penal. Após apresentação de recurso pelo candidato, a Comissão Eleitoral decidiu por aceitar o registro da candidatura alegando respeito ao princípio da presunção de inocência, visto que ainda não houve condenação. Ainda que a presunção de inocência deva ser respeitada, exige-se dos concorrentes da eleição para o Conselho Tutelar idoneidade moral e conduta ilibada, enquanto o candidato responde por suposto crime contra a administração pública. Ademais, o Enunciado nº 06/2019 aduz que o conceito de idoneidade moral, previsto no art. 133, I do ECA, não se restringe aos conceitos do direito penal relativos à reincidência ou maus antecedentes.’”, fundamentou a promotora de Justiça.

Atuação em benefício próprio — o último candidato, Ademilton dos Santos (Lila), foi alvo de ação de impugnação por aproveitar-se do cargo em benefício próprio. Conforme as informações colhidas pela Promotoria de Justiça de Belo Jardim, o conselheiro tutelar e candidato à recondução teria mobilizado o veículo do próprio Conselho Tutelar, em pelo menos duas ocasiões, para transportar adolescentes ao Cartório Eleitoral para emissão do título de eleitor. “Ao levar os adolescentes para realizar o registro biométrico junto à Justiça Eleitoral, ele produziu novos eleitores para si”, apontou Sophia Spinola.

A iniciativa do candidato teria sido executada em período em que o mesmo estava de férias, ou seja, não estava no exercício direto de suas atividades como conselheiro, e ainda que estivesse em exercício, tal conduta é absolutamente distinta das suas atribuições e, portanto, incompatível com o cargo. Além disso, há registro de que o candidato discutiu com funcionários do Cartório Eleitoral para exigir atendimento preferencial, atitude popularmente denominada como carteirada.

Por fim, além das condutas reprováveis que poderiam comprometer a exigência de idoneidade moral por parte do candidato, a Promotoria de Justiça de Belo Jardim identificou que Lila trabalha todas as sextas-feiras, há dois anos, em uma escola. Embora o candidato alegue ser um “trabalho social”, sem recebimento de salário, a conduta é proibida, visto que os conselheiros tutelares devem ter dedicação exclusiva ao órgão.

Fonte: MPPE