sábado, 20 de março de 2021

Para atender as exigências sanitárias, este ano, a Prefeitura de Águas Belas fez ajustes no protocolo de entrega dos boletos do Garantia-Safra e está levando os documentos aos beneficiários com ajuda de lideranças comunitárias.

Em algumas localidades, os boletos chegam às mãos dos beneficiários em pontos de apoio espaçosos, como quadras esportivas, sem dispensar medidas importantes como uso de máscara, distanciamento e higienização das mãos.

A Secretaria de Desenvolvimento Rural é a responsável por levar os boletos aos seus beneficiários e conta com apoio do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR). Quanto aos documentos, eles já vêm direcionados.

O agricultor ou agricultora que estiver com a DAP regularizada e que mesmo assim não recebeu o boleto, seja por problema no sistema ou falta de contato com a liderança da região, pode contatar a Secretaria através do WhatsApp (87) 98140-1270.

sexta-feira, 19 de março de 2021

Veja o Vídeo

O professor Fábio Madruga divulgou um vídeo nesta quinta-feira (18), informando aos alunos que durante o período da quarentena imposta pelo Governo do Estado, as novas matriculas serão feitas via WhatsApp, e as aulas transmitidas via internet através de link fornecido para os alunos.

Fábio Madruga Concursos, Esse Nome Aprova!

sexta-feira, 19 de março de 2021

A Prefeitura de Águas Belas vem comunicar que o atendimento ao público externo estará suspenso a partir dessa sexta-feira (19), devendo retornar apenas após o período de vigência do novo decreto estadual.

Nesse intervalo, a prefeitura continuará em funcionamento apenas para demandas internas.

(Com informações da Assessoria de Comunicação)

quinta-feira, 18 de março de 2021

Líder do Governo Sivaldo Albino na Câmara Municipal, o vereador Luizinho Roldão (PSB), apresentou hoje um requerimento dirigido ao dirigente do Poder Executivo para que a base de cálculo salarial dos professores de Garanhuns seja feita em hora aula e não como hora relógio, como determina a lei 4.400/2017.

Segundo o vereador, o projeto aprovado na gestão do prefeito Izaías Régis (PTB), em 2017, pode ser considerada como “a verdadeira lei da maldade”, por ter aumentado em 20 ou até 50% a unidade de trabalho dos professores do município, sem nenhuma contrapartida para os docentes. “Essa medida atingiu 315 professores que ficaram trabalhando a mesma quantidade de horas, porém recebendo menos”, frisou Luizinho.

Vereador disse que conhece bem a realidade dos que trabalham em sala de aula, pois sua mãe é professora aposentada e duas de suas irmãs se dedicam à arte de ensinar. “Assim, defendo os professores do município como se estivesse defendendo também minha mãe e minhas irmãs”, justificou.

Ele fez um apelo ao prefeito Sivaldo Albino para que seu requerimento seja atendido, de modo a se corrigir uma injustiça que foi praticada contra os professores de Garanhuns.

(Com informações do Blog de Roberto Almeida)

quinta-feira, 18 de março de 2021

O Congresso Nacional decidiu nesta quarta-feira, 17, derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que impedia o rateio dos precatórios do Fundef com os professores brasileiros. O movimento pela derrubada do veto foi coordenado pelo deputado federal Fernando Rodolfo, que desde o início do seu mandato tem se dedicado em Brasília para garantir, em lei federal, o direito dos professores ao rateio desses recursos.

Na Câmara foram 439 votos, mas só eram necessários 257 e no Senado foram 73 votos, quando só eram necessários 41. “Ganhamos de lavada. Esse resultado mostra que os professores unidos são fortes e que nenhum político pode subestimar a importância dessa categoria. 17 de Março de 2021 foi o dia que os professores brasileiros venceram um presidente da República e fizeram o Congresso Nacional se curvar à força da categoria”, comemorou Fernando Rodolfo.

O deputado pernambucano foi incansável nessa luta. Fez inúmeras audiências públicas em todo o estado de Pernambuco e também em outros estados do nordeste, mobilizando professores e orientando como eles deveriam fazer para pressionar os deputados e senadores. “Passei dias na estrada longe da família por uma causa que eu considero muito nobre. Valorizar o professor é valorizar quem nos ensinou a viver”, disse Fernando, ainda emocionado nas suas redes sociais.

ENTENDA A LUTA – Entre os anos de 1996 e 2007, o governo federal errou a conta na hora de mandar os recursos para financiar a Educação nos estados e municípios. A lei do antigo Fundef, hoje Fundeb, diz que pelo menos 60% dos recursos enviados pela União tinham que ser utilizados para pagamento de salário de professor. Quando sobrava alguma verba, os prefeitos faziam o rateio do dinheiro com os profissionais do magistério. Muitas prefeituras brasileiras entraram na justiça contra o governo federal, que por sua vez, foi condenado a repassar para cada uma delas o valor que não tinha sido depositado na época certa.

Os professores começaram a brigar pelo direito de ter 60% dessa nova verba, que se chama de precatórios, mas o Tribunal de Contas da União decidiu que os prefeitos não deveriam fazer esse repasse para a categoria. Então, o deputado Fernando Rodolfo abraçou essa causa na Câmara dos Deputados e trabalhou para criar uma lei federal garantindo esse direito para os professores.

No ano passado, o deputado Marcelo Ramos (PL-AM), apresentou um projeto de lei que tratava de precatórios do Governo Federal. Atendendo a um pedido de Fernando Rodolfo, Marcelo incluiu no seu texto o que o deputado pernambucano pediu. A matéria foi aprovada, mas o presidente Jair Bolsonaro vetou essa parte da lei. Fernando Rodolfo então começou a liderar o movimento pela derrubada do veto, que se consolidou hoje com expressiva votação. “Agora fazer rateio dos precatórios do Fundef com os professores é lei federal”, bradou o parlamentar.

quarta-feira, 17 de março de 2021

Um novo caminho se inicia hoje para a coleta. A Prefeitura de Lajedo está terceirizando a coleta de lixo na nossa cidade. Isso mostra a preocupação do prefeito Adelmo Duarte com as melhorias na coleta que tem impacto também na saúde pública, principalmente diante dessa Pandemia.

“É um novo tempo que iniciamos hoje, graças aos investimentos do prefeito Adelmo que não mede esforços para que Lajedo seja cada dia mais uma cidade limpa e saudável”, enfatizou a secretária de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente e engenheira ambiental, Letícia Cavalcante.

quarta-feira, 17 de março de 2021

Usando máscaras, carro de som e portando faixas e cartazes, empresários e comerciários participaram na manhã de hoje, dia 17, de uma manifestação pacífica defronte a Prefeitura de Garanhuns. É que a Câmara de Dirigentes Lojistas de Garanhuns (CDL) se mostra contrária a determinação do Governo de Pernambuco em fechar o comércio no período de 18 a 28 de março, numa medida de controle ao avanço da COVID-19 em todo o Estado. 

“O Poder Público que é o responsável pela saúde e demais bens da essência da vida, também deve ser o responsável pela sobrevivência das Empresas. Quando seus decretos interrompem a produção e o desenvolvimento da economia, queremos sim, responsabilizar o Governo do Estado de Pernambuco pelo alcance negativo de suas ações e que tais medidas certamente trarão prejuízos aos pernambucanos”, registrou a CDL, em nota divulgada nas Redes Sociais.

Com a manifestação, os Empresários buscaram sensibilizar o Prefeito Sivaldo Albino (PSB), bem como a Câmara de Vereadores, para que possam dialogar com o Governo do Estado, na tentativa de evitar os prejuízos e a ampliação do desemprego no Município.

De acordo com informações apuradas pelo Blog do Carlos Eugênio junto a membros da CDL, após o ato, que durou cerca de 30 minutos, a entidade protocolou um documento junto a Prefeitura, todavia, o resultado do ato deixou muitos empresários descontentes, sobretudo àqueles do ramo de bares e restaurantes. Informações dão conta que durante o manifesto, o Prefeito Sivaldo Albino não estava na sede da Prefeitura, mas “ficou de receber alguns representantes da CDL hoje ou amanhã”, pontuou a fonte ouvida pelo Blog.

quarta-feira, 17 de março de 2021

No dia em que as primeiras medidas adotadas contra o novo coronavírus completaram um ano, 16 de março, o Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 de Águas Belas se reuniu para discutir ações a serem desenvolvidas em conformidade ao decreto estadual, que passa a valer a partir da próxima quinta (18).

No encontro, a equipe da saúde do município apresentou os indicadores da Covid-19 no município, desde o primeiro caso registrado, em abril de 2020, até os registros de ontem. Após a apresentação dos números, o novo decreto do estado foi apresentado e debatido para construção do plano a ser seguido.

Após deliberação e incremento de medidas de acordo com o decreto estadual, o governo municipal editou o decreto nº 011/2021, que acompanha as novas regras de combate ao coronavírus em todo o estado de Pernambuco. As medidas são válidas de 18/03 a 28/03/2021, podendo ser ampliadas.

Comerciantes presentes

Representantes do comércio local participaram de um encontro e conversaram com o prefeito Luiz Aroldo e alguns membros do Comitê. Eles falaram sobre as consequências de uma nova paralisação das atividades não essenciais e citaram a estabilização dos casos de Covid-19, em Águas Belas.

O Comitê disse compreender os danos, e explicou o contexto em que se dá a nova medida, onde os leitos de UTI para tratamento de pacientes com a Covid-19 estão com ocupação de 96%, e pediu compreensão.

Veja o que pode funcionar durante o período:

Supermercados, padarias e afins;

Mercado Público e Feira Livre (só alimentícios);

Farmácias e postos de gasolina (conveniência até 20h);

Hospital, UBSs, laboratórios e clínicas de saúde

Clínicas veterinárias;

Bancos e lotéricas;

Abastecimento de água, gás, energia e internet;

Transporte coletivo de passageiros;

Serviços funerários;

Hotéis e pousadas;

Oficinas, lojas de peças e assistências técnicas;

Lojas de material de construção;

Restaurantes e lanchonetes em delivery (presencial para caminhoneiros)

Lojas de materiais e equipamentos;

Lojas de produtos agrícolas;

Serviços de assistência social;

Construção civil;

Materiais de informática;

Igrejas e templos religiosos (celebrações pela internet).

Indústria e atacado;

Escolas e universidades com aulas remotas;

Imprensa;

Pesca artesanal;

Lojas de materiais e equipamentos de informática;

Lojas de veículos;

Casas de ração animal e petshops;

Lojas de produtos de higiene e limpeza;

Serviço de advocacia urgentes (se exigir presencial);

Lojas de aviamentos e tecidos;

Serviços de contabilidade urgentes;

Atividades de engenharia, arquitetura e urbanismo;

Serviços de manutenção predial e prevenção de incêndio;

Venda de produtos em delivery no geral.

sábado, 13 de março de 2021

Anúncio foi feito pelo Ministro da Educação Milton Ribeiro

Por solicitação do Deputado Federal, Fernando Rodolfo (PL-PE), a cidade de Garanhuns, no Agreste Meridional, será o segundo município do estado de Pernambuco a ser contemplado com o modelo de Escola Cívico-Militar.  O anúncio realizado pelo Ministro da Educação, Milton Ribeiro, contou com a parceria do Deputado Federal, André Ferreira (PSC-PE), vice-líder da bancada do governo.

Atualmente no estado, existe apenas uma Escola Cívico-Militar, na cidade de Jaboatão dos Guararapes, que tem como Prefeito, Anderson Ferreira (PL-PE). Ao saber do anúncio, Fernando Rodolfo, comemorou, “é uma grande conquista saber que o Ministro da educação, atendeu ao nosso pedido, e liberou a segunda unidade do estado para a cidade de Garanhuns. Por meio da Escola Cívico-Militar, nós iremos garantir uma educação com mais qualidade para nossas crianças e jovens.”

A escolha do município atendeu uma solicitação do Deputado Federal, Fernando Rodolfo, representante das cidades do agreste, no Congresso Nacional. Já que o parlamentar tem atuado constantemente para trazer recursos nas áreas de educação, saúde, cidadania e infraestrutura para as cidades do interior de Pernambuco.

O que é a Escola Cívico-Militar?

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, que apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa com a participação do corpo docente da escola e apoio dos militares. A proposta é implantar 216 Escolas Cívico-Militares em todo o país, até 2023, sendo 54 por ano.     

O modelo a ser implementado pelo Ministério da Educação tem o objetivo de melhorar o processo de ensino-aprendizagem nas escolas públicas e se baseia no alto nível dos colégios militares do Exército, das Polícias e dos Corpos de Bombeiros Militares.

quarta-feira, 10 de março de 2021

Faleceu na tarde de hoje, dia 10, no Hospital Português, em Recife, a garanhuense Maria Emília Valença, 70 anos, esposa do empresário e atual secretário de Turismo de Garanhuns, Givaldo Calado de Freitas.

Filha de Amílcar Valença, prefeito de Garanhuns em dois mandatos, e de Deolinda Silvestre Valença (Dona Dora), Emília deixa os filhos Givaldo Filho, Germana e Giovanna. As duas moram nos Estados Unidos e apenas uma delas conseguiu chegar no Brasil a tempo para se despedir da mãe.

Dona Emília foi vítima de câncer. Lutou contra a doença por 10 anos. Foi ao Recife e São Paulo muitas vezes para tratamento. Fez rádio e quimioterapia, mas hoje não resistiu tendo nos deixado por volta das 14h40min. O corpo será velado na Funerária Padre Cícero, a partir das 21h e será sepultado amanhã, dia 11, em Cemitério a ser definido pelos familiares.

(Com informações de http://robertoalmeidacsc.blogspot.com/)