quarta-feira, 24 de novembro de 2021

O Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Pernambuco (CEDCA-PE) emitiu uma recomendação indicando que a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) de Garanhuns, no Agreste Pernambucano, fechasse as portas.

A Unidade, que conta com 72 socioeducandos e contempla dois programas: o Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) e também o Centro de Internação Provisória (Cenip), possui histórico de fugas e isso, junto a uma precarização da estrutura, teria motivado a solicitação. Apenas neste ano, de acordo com informações da Polícia Militar, foram registradas cinco fugas em massa.

De acordo com informações do gestor da Funase de Garanhuns, Alfredo Gois, a recomendação não é o ideal para a Unidade. “Não acredito que a Funase (Garanhuns) vá fechar as suas portas, até porque isso não é a solução. A solução é fazer o que estamos fazendo, restruturação”, comentou em entrevista à Rádio Jornal Garanhuns.

Ainda segundo Gois, a Unidade terá a estrutura física reformada e as ações técnicas intensificadas, com cursos de jardinagem e manutenção de computadores, entre outras possibilidades obtidas através de parcerias. Além disso, duas fases de recuperação foram anunciadas por Alfredo Gois. A primeira iniciaria ainda essa semana, com reformas da rede elétrica; hidrosanitária; pintura e recuperação do telhado da Unidade.

Já segundo a direção geral da Funase, a Unidade de Garanhuns ainda possui um Projeto Arquitetônico pronto e, está sendo finalizado o processo executivo para licitar a obra. Com isso, a unidade será expandida, com a saída do Centro de Internação Provisória (Cenip), que funciona no mesmo local. 

(Com informações e imagem do NE10 Interior)

Postado Por: Paulo Fernando


Isso pode te interessar também

CONTADORA

CONTADORA

CURVELO

CURVELO

ANUNCIE-2021

ANUNCIE-2021
.
.