segunda-feira, 19 de julho de 2021

Cuba. Essa vergonha sem tamanha, não encubra. Um povo perseguido, oprimido. De escravo, povo doce, favo, resolveu se libertar, seu lugar ao sol, buscar. Chega de tanta opressão, possessão. Há muito tempo, o barbudo Fidel prometeu a seu povo o céu. Ficou mesmo ao léu: sem casa, comida, sem guarida. E seu bem maior: a Liberdade, agora buscada, e nunca é tarde. Tudo era pro barbudo, tagarela, cascudo, assassino sobretudo. Vivia na ostentação, seu povo na mão. Belo iate, charuto, whisky, raparigas, suas amigas. Até que o Diabo lhe tomou a alma, mas o povo no seu trauma. A ditadura não cessou, havia o irmão sucessor. Tudo como antes no quartel de abrantes. E não é que por aqui houve defesa do regime malfeitor, sim senhor. Um certo Lula Ladrão logo veio com invenção. O vagabundo e cachaceiro, amigo do alheio dinheiro, de plano, disse que a culpa era do americano. De um tal bloqueio, ora, se não é por parte do Larápio, puro esgueio. O povo saiu às ruas gritando por Liberdade, foi essa a verdade, ô insano, cretino e desumano. Liberdade com bloqueio, o que tem, diz aí, sem rodeio? Um verme, esse sujeito, só defeitos. Bandido de fato, seus atos. Seu lugar, a cadeia; mas a Justiça, mesmo sangue na veia. E a Classe Artística, a Mídia? Nenhum pio, insensibilidade, sem arrepio. Chico, Caetano, Zélia Duncan, Gil, quem os viu? Socialistas de fachada, caras desavergonhadas. A Mídia, só perfídia, distorce os fatos, meios relatos. O brasileiro acordou, e sentenciou: nossa Bandeira é Verde e Amarela, sempre ela. Jamais Vermelha, onde o povo se ajoelha.

O Comunismo não vingou em parte alguma. Na Venezuela de Maduro, o povo vive catando comida no lixo. Como ser seguidor de um Regime onde tudo que é produzido por você vai para o governo, como? Quem desconhece o Programa ‘Mais Médicos’, estelionato cubano onde o profissional não chega a ficar nem com 10% do salário?  Lembra o personagem Sansão de ‘A Revolução dos Bichos’, George Orwell. Sansão tem duas máximas na vida: – Trabalhe cada vez mais, e o Estado sempre tem razão. Bonito, não!? Há quem diga que Cuba tem Saúde e Educação. Vai pra lá! Com a crise da Covid, se viu o quão bom é a tal saúde, e olha que sua População não chega a 6% da brasileira. A Educação, lixo Cultural do italiano Gramsci, que ensina tomar o Poder não pelas armas, como queria Lênin, mas pela ‘Revolução do Ensino’, alunos domesticados como animais e não como livres pensadores. O Comunismo só prega o que não presta. Quer por completo a destruição de todos os bons valores da sociedade. Deus, Família e Liberdade lhe soam como insulto. Todo comunista reza pela cartilha do ateísmo. Deus pra ele é fraqueza e ignorância. Lula é um ateu confesso. Por vezes tira onda dos seguidores de Deus. – O religioso é um sujeito engraçado. Quando as coisas vão bem, foi Deus. Mas se tudo dá errado, ele culpa o Diabo e vai a Deus pedir ajuda. Por que Deus não tira logo o Diabo da vida dele? Foi o que disse Lula uma vez. O bicho não é o cão?                 

Nesse quadro de Miséria do Comunismo, como então explicar o eleitor de Lula. Ele pode ser explicado dentro do seguinte espectro, ‘Os Três Is’. 1) O sujeito é um Ignorante. Desprovido das letras, via de regra é o que faz uso das digitais na assinatura. Pitágoras a ele se referia como ‘Um Morto entre Vivos’. Rui Barbosa: – A ignorância é a mãe da Servilidade e da Miséria. Ressalto: muitos são ignorantes mesmo tendo algum estudo: os analfabetos funcionais. O ignorante é um ser perdido. 2) Um Ingênuo. Aqui se tem uma criança no adulto. Crê em tudo que lhe diz e toma como verdadeiro. Facilmente cai em Contos do Vigarista Lula. 3) É um Idiota. A cara do Jim Carrey em ‘Débi & Lóide’ diz tudo. É ele. Alguém pode até me refutar dizendo que não se encaixa nos ‘Três Is’, ainda sendo um eleitor de Lula. Como!? Ante tamanho transtorno mental, sugiro que procure um psicanalista urgentemente. Freud explica. Ou não.   

Como nem tudo são espinhos, vamos às flores…

Dedico este meu Poema ao povo cubano.

Pássaro Triste

Dói vê-lo assim

Mais que preso, sim

Corpo definhando

Findando

Sem canto

Olhar perdido, desencanto

Isolado

Por completo abandonado

Dias a fio de agonia

Nostalgia

Um estado de amargura

Sua sepultura

Suas asas

Uma só causa:

a liberdade

O céu sua vontade

Por: José Maria

Postado Por: Paulo Fernando

CONTADORA

CONTADORA

CURVELO

CURVELO