segunda-feira, 03 de maio de 2021

Na manhã desta segunda-feira (3), policiais civis da 9ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Garanhuns, com apoio de policiais civis da 2ª Delegacia de Garanhuns deram cumprimento a um mandado de prisão temporária expedido pelo Plantão Judiciário de Garanhuns. O crime investigado é de estupro de vulnerável.

A investigação teve início após o Conselho Tutelar de Garanhuns ser acionado para apurar maus tratos sofridos por uma menina de 12 anos. A adolescente, que possui deficiência intelectual e auditiva, teria dito a uma tia que havia sido abusada pelo padrasto há cerca de um ano e, devido a isso, tinha muito medo e ficava agitada quando estava na presença do padrasto.

A criança então foi levada para realizar exame sexológico no IML de Garanhuns, que constatou o abuso sofrido. O procedimento foi remetido então para a 9ª Delegacia da Mulher, em Garanhuns, que realizou oitivas de pessoas e, na última sexta-feira, representou pela prisão temporária do padrasto da menina.

O mandado de prisão foi concedido e cumprido na manhã desta segunda-feira, na casa do suspeito, sem intercorrências. O caso agora segue em investigação para conclusão do inquérito e posteriormente será remetido ao Poder Judiciário. O padrasto preso foi interrogado, passou por audiência de custódia e foi recolhido ao Sistema prisional.

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

arroz 10 03 2021

arroz 10 03 2021

CONTADORA

CONTADORA

procura assassinos

procura assassinos

CURVELO

CURVELO

banner anuncie (2)

banner anuncie (2)