domingo, 18 de abril de 2021

Colega, profissional, companheiro, exemplo de amor e dedicação. Estas são características relatadas por amigos e representantes de entidades e órgãos dos quais Anderson Liberato, de 32 anos, tinha vínculos durante sua vida. O delegado de Brejo da Madre de Deus foi morto a tiros na tarde deste sábado (17), na cidade de Jataúba, Agreste de Pernambuco.

Nascido em 07 de novembro de 1988, Flávio Anderson Liberato Alves do Nascimento, nasceu em Fortaleza, no Ceará. Ele era formado em pedagogia e direito. Anderson ingressou como delegado da Polícia Civil há pouco mais de três anos, em 29 de janeiro de 2018.

Sua atuação em Pernambuco começou na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste. Em seguida, o delegado foi transferido para Caruaru, onde assumiu o comando da assumiu a 19.ª Delegacia de Homicídios. No dia 10 de julho de 2019, Anderson passou a exercer a chefia da Delegacia de Polícia da 107ª Circunscrição, em Brejo da Madre de Deus.

MORTE DO DELEGADO

Anderson Liberato morreu na tarde deste sábado (17), enquanto cumpria mandado de prisão na cidade de Jataúba. O delegado teria sido atingido por disparos de arma de fogo pelo homem que morava na residência. Os disparos atingiram Anderson no braço, na coxa e na clavícula.

De acordo com o secretário de Saúde de Jataúba, Adalmir Holanda, os disparos atingiram Anderson no braço, na coxa e na clavícula. A bala que atingiu a clavícula ultrapassou o tórax, perfurou o pulmão e pode ter provocado complicações no coração.

O delegado chegou a ser atendido no hospital municipal de Jataúba, mas o estado de saúde era grave e que Anderson precisava ser estabilizado e transferido para o Recife. Foi solicitado um helicóptero da Secretaria de Defesa Social para realizar a transferência do delegado, mas durante o atendimento ele não resistiu aos aos ferimentos e morreu.

(Com informações do NE10)

Postado Por: Paulo Fernando


CONTADORA

CONTADORA