sexta-feira, 15 de maio de 2020

A Polícia Federal alerta para um novo golpe que está sendo aplicado em sites de compra e venda online e que promete testes rápidos de coronavírus por um preço abaixo do mercado, bem como a coleta de material orgânico para exame laboratorial na residência da pessoa. Num dos maiores sites de compra e venda no Brasil, 125 (cento e vinte e cinco) vendedores com ofertas similares já foram excluídos e 58 mil propagandas enganosas de produtos que garantiam prevenir, aliviar ou curar os sintomas do coronavírus. 0s testes para detectar o novo coronavírus são realizados apenas por profissionais da área da saúde. No entanto, muitas pessoas no desespero de querer saber se estão ou não com a doença, acabam caindo em fraudes que estão sendo anunciadas em sites de compra e venda online.

É bastante comum que os cibercriminosos se aproveitem de períodos e situações específicas, como épocas festivas, promoções feitas por empresas e grandes lojas, liberação por parte do governo de vantagem financeira como FGTS, 13º salário, PIS ou até a situação que envolvam calamidades para criar e aplicar golpes financeiros com temáticas personalizadas para enganar as pessoas. Infelizmente com a pandemia do coronavírus, não tem sido diferente.

Ao manter contato com esses bandidos geralmente a chamada telefônica não completa a ligação, tudo para fazer com que a pessoa possa interagir com eles através dos chats. Quanto é acertado a venda, eles costumam dizer que ocorreu um problema na etiqueta ou um erro no sistema, e portanto, o comprador deve realizar o pagamento através de um link enviado por ele fora das regras do site de compra e venda e quando a pessoa executa o pagamento, jamais recebe o produto.

Uma outra forma de golpe que a população deve ficar atenta e quando as propagandas dizem ser de um laboratório que fará a coleta do material orgânico na residência das pessoas e para isso fazem um agendamento marcando dia e horário. Tais falsos argumentos para ter acesso a residências das pessoas é um perigo porque bandidos podem invadir as residências para cometerem crime e praticar assaltos.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária-ANVISA, proíbe a venda online dos testes bem como que o teste seja realizado pelo paciente em casa sem supervisão de profissional de saúde – por isso, apenas testes rápidos feitos em farmácia, laboratório e hospital estão liberados. E somente é válida para estabelecimentos que atentam para as condições operacionais e técnicas estabelecidas. A venda de testes da Covid-19 é autorizada apenas para pessoas jurídicas, empresas, hospitais, laboratórios, farmácias e demais órgãos da saúde. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, os testes liberados nas farmácias devem ser realizados pelos profissionais habilitados, nunca como autoteste.

COMO SE PROTEGER:

  1. Nunca compre testes rápidos do coronavírus em sites de compra e venda pela internet, porque tal negociação não é autorizado pela ANVISA.
  2. Não marque nenhum agendamento para que pessoas compareçam em sua residência sob o pretexto de fazer uma coleta de material orgânico do coronavírus ou consulta presencial, bandidos podem se aproveitar dessa situação para se passar agentes de saúde com o objetivo de cometer crimes e realizar assaltos.
  3. Nunca faça nenhum pagamento em dinheiro fora das regras do site de compra e venda sob qualquer pretexto.
  4. Faça uma consulta na internet sobre a existência do laboratório que está oferecendo tais testes do coronavírus.
  5. Qualquer compra feita apenas por conversas em chats sem confirmação de um número telefônico é um risco muito grande.
  6. Ao detectar que uma venda é um golpe faça uma denúncia no próprio site, afim de que os responsáveis possam remover o anúncio criminoso.

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

CONTADORA

CONTADORA

banner anuncie (2)

banner anuncie (2)