COLISÃO MATA MOTOTAXISTA NA BR-232, EM ARCOVERDE

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Uma colisão matou um mototaxista na manhã deste domingo (18), na BR-232, em Arcoverde, no Sertão de Pernambuco.

Audfran Barbosa Leite, de 43 anos, conduzia uma motocicleta, quando percebeu que parte da rodovia estava sinalizada com cones, ao tentar fazer o retorno não percebeu a aproximação de uma caminhonete S10, acabou sendo atingido e não resistiu aos ferimentos.

O motorista da S10 permaneceu no local, prestou esclarecimentos na delegacia e foi liberado, o corpo de Audfran foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.

CASA LOTÉRICA É ASSALTADA EM SERTÂNIA

sábado, 17 de agosto de 2019

Criminosos levaram dinheiro dos caixas e pertences dos clientes, diz Polícia Militar

Uma casa lotérica foi assaltada neste sábado (17) em Sertânia, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar, um criminoso entrou no local e anunciou o assalto, enquanto um segundo suspeito ficou na porta da agência dando cobertura e impedindo a saída das vítimas.

Ainda segundo informações da PM, os assaltantes levaram dinheiro dos caixas e pertences dos clientes. Eles conseguiram fugir, mas a polícia está realizando buscas para tentar encontrar os suspeitos. A quantia levada pelos criminosos não foi divulgada. Até o momento desta publicação, ninguém foi localizado.

Qualquer informação que possa ajudar a polícia a chegar até o suposto criminoso pode ser repassada por meio do Disque-Denúncia. O telefone é o 3719-4545. O anonimato é garantido.

PRESO NO RIO GRANDE DO NORTE HOMEM QUE PRATICOU HOMICÍDIO EM ARCOVERDE EM 2011

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Na manhã  desta terça-feira (13), a Equipe de Investigação da 23ª Delegacia de Polícia de Homicídios de Arcoverde/PE, em conjunto com as equipes de investigação da Delegacia Municipal e Regional de Santa Cruz/RN, da Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Norte, cumpriu o mandado de prisão preventiva em desfavor de Carlos Antônio Soares Gomes, vulgo Carlinhos, de 44 anos, por ter praticado no ano de 2011 um homicídio em Arcoverde. A prisão foi possível após a equipe da 23ª DPH/19ª DESEC levantar informações sobre o investigado, e repassar para a Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Norte, a qual realizou a captura de Carlinhos, demonstrando mais uma vez a integração entre a PCPE e as Polícias Civis de outros entes federados, no intercâmbio de informações.

Após as formalidades legais, o preso foi submetido à perícia traumatológica e recolhido ao estabelecimento prisional sediado em Santa Cruz-RN, onde ficará à disposição do Poder Judiciário de Arcoverde.

IBIMIRIM: POLÍCIA CIVIL PRECISA APRIMORAR INVESTIGAÇÃO CRIMINAL NO MUNICÍPIO

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Diante de algumas lacunas nas investigações realizadas pela Delegacia de Polícia Civil de Ibimirim, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à unidade policial que aprimore o curso das investigações, observando diversas medidas tendentes a melhorar a instrução dos procedimentos investigativos.

“Percebe-se que alguns equívocos devem ser corrigidos, porquanto é de conhecimento a importância que tem o trabalho desempenhado pela polícia judiciária, o qual, se exercido de maneira satisfatória, não só contribui para uma completa elucidação dos fatos que dia após dia são analisados, como também contribui para o êxito de que aqueles que concorrem de alguma forma para a prática de infrações penais sejam responsabilizados quando do julgamento de ações penais ajuizadas. Assim, no exercício do controle externo difuso da atividade policial, ao Ministério Público cumpre verificar a regularidade e a adequação dos procedimentos empregados na atividade policial, com o objetivo de que tais finalidades, dentre outras, sejam alcançadas”, destacou o promotor de Justiça João Paulo Carvalho dos Santos.

Sabe-se, por outro lado, que a Polícia Civil encontra dificuldades referentes ao grande número de feitos e escassez de servidores, porém tais dificuldades não podem impedir a busca pela melhor prestação possível, já que, por imperativo constitucional, a Administração Pública deve atuar com eficiência nos serviços prestados (artigo 37, caput).

As autoridades da Delegacia devem, por exemplo, promover oitivas de todos os envolvidos nos delitos em apuração (autores, vítimas, testemunhas, testemunhas referidas, informantes), vez que “Inúmeros são os feitos em que, não obstante a existência de diversas pessoas presentes no local dos fatos ou que foram citadas em outros depoimentos e que, diante das circunstâncias, podem contribuir para uma completa elucidação dos fatos, não há a colheita dessa prova, em afronta ao que estabelece o Código de Processo Penal, quando impõe à autoridade policial a obrigatoriedade de colher todas as provas que servirem para o esclarecimento do fato e suas circunstâncias”, afirmou o promotor de Justiça João Paulo Carvalho dos Santos.

Entre outros exemplos de aprimoramento, deve ser providenciada a identificação civil do investigado, com a juntada de cópia do documento aos autos. Não sendo possível, seja realizada a identificação criminal do autor do fato em observância e nos limites da legislação.

Outra diligência considerada importante é a consistente na juntada aos autos da certidão de antecedentes do investigado, visando a análise desde o primeiro momento da necessidade de se pleitear junto ao Judiciário pela decretação de uma prisão cautelar.

A autoridade policial deve também atentar para a necessidade de precisar a data em que houve a conjunção carnal, o ato libidinoso, a satisfação da lascívia e/ou a submissão, induzimento ou atração à prostituição ou outra forma de exploração sexual, em crimes desta natureza. As vítimas de crimes sexuais devem ser encaminhadas ao Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou outro órgão ou entidade similar, principalmente em caso de vulnerabilidade, requisitando atendimento psicológico e emissão do respectivo laudo no prazo de dez dias.

“Nos delitos da Lei de Drogas, observar para que dos laudos conste a forma como a substância foi encontrada, especialmente sua embalagem, atentando-se à natureza e à quantidade da substância apreendida, ao local e às condições em que se desenvolveu a ação criminosa, às circunstâncias da prisão, bem como à conduta e aos antecedentes do agente”, frisou o promotor de Justiça no texto da recomendação.

Em se tratando dos delitos de homicídio e de latrocínio, por exemplo, “realizar, sempre que possível, perícia de recognição visuográfica do local do crime, instruída com croqui, fotografias, esquemas gráficos, sinalização, descrição do sítio dos acontecimentos, eventuais apreensões e arrecadações, histórico, indicação do corpo pericial e outros dados de interesse. Sendo de fundamental importância que conste, no mínimo, ilustração fotográfica do local”, recomendou o promotor.

A Delegacia de Ibimirim tem um prazo de 30 dias após o recebimento da recomendação para apresentar uma resposta ao MPPE, apontando os encaminhamentos tomados para cumprir as medidas recomendadas e informando sobre eventuais dificuldades de implementação.

Diante de algumas lacunas nas investigações realizadas pela Delegacia de Polícia Civil de Ibimirim, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à unidade policial que aprimore o curso das investigações, observando diversas medidas tendentes a melhorar a instrução dos procedimentos investigativos.

“Percebe-se que alguns equívocos devem ser corrigidos, porquanto é de conhecimento a importância que tem o trabalho desempenhado pela polícia judiciária, o qual, se exercido de maneira satisfatória, não só contribui para uma completa elucidação dos fatos que dia após dia são analisados, como também contribui para o êxito de que aqueles que concorrem de alguma forma para a prática de infrações penais sejam responsabilizados quando do julgamento de ações penais ajuizadas. Assim, no exercício do controle externo difuso da atividade policial, ao Ministério Público cumpre verificar a regularidade e a adequação dos procedimentos empregados na atividade policial, com o objetivo de que tais finalidades, dentre outras, sejam alcançadas”, destacou o promotor de Justiça João Paulo Carvalho dos Santos.

Sabe-se, por outro lado, que a Polícia Civil encontra dificuldades referentes ao grande número de feitos e escassez de servidores, porém tais dificuldades não podem impedir a busca pela melhor prestação possível, já que, por imperativo constitucional, a Administração Pública deve atuar com eficiência nos serviços prestados (artigo 37, caput).

As autoridades da Delegacia devem, por exemplo, promover oitivas de todos os envolvidos nos delitos em apuração (autores, vítimas, testemunhas, testemunhas referidas, informantes), vez que “Inúmeros são os feitos em que, não obstante a existência de diversas pessoas presentes no local dos fatos ou que foram citadas em outros depoimentos e que, diante das circunstâncias, podem contribuir para uma completa elucidação dos fatos, não há a colheita dessa prova, em afronta ao que estabelece o Código de Processo Penal, quando impõe à autoridade policial a obrigatoriedade de colher todas as provas que servirem para o esclarecimento do fato e suas circunstâncias”, afirmou o promotor de Justiça João Paulo Carvalho dos Santos.

Entre outros exemplos de aprimoramento, deve ser providenciada a identificação civil do investigado, com a juntada de cópia do documento aos autos. Não sendo possível, seja realizada a identificação criminal do autor do fato em observância e nos limites da legislação.

Outra diligência considerada importante é a consistente na juntada aos autos da certidão de antecedentes do investigado, visando a análise desde o primeiro momento da necessidade de se pleitear junto ao Judiciário pela decretação de uma prisão cautelar.

A autoridade policial deve também atentar para a necessidade de precisar a data em que houve a conjunção carnal, o ato libidinoso, a satisfação da lascívia e/ou a submissão, induzimento ou atração à prostituição ou outra forma de exploração sexual, em crimes desta natureza. As vítimas de crimes sexuais devem ser encaminhadas ao Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou outro órgão ou entidade similar, principalmente em caso de vulnerabilidade, requisitando atendimento psicológico e emissão do respectivo laudo no prazo de dez dias.

“Nos delitos da Lei de Drogas, observar para que dos laudos conste a forma como a substância foi encontrada, especialmente sua embalagem, atentando-se à natureza e à quantidade da substância apreendida, ao local e às condições em que se desenvolveu a ação criminosa, às circunstâncias da prisão, bem como à conduta e aos antecedentes do agente”, frisou o promotor de Justiça no texto da recomendação.

Em se tratando dos delitos de homicídio e de latrocínio, por exemplo, “realizar, sempre que possível, perícia de recognição visuográfica do local do crime, instruída com croqui, fotografias, esquemas gráficos, sinalização, descrição do sítio dos acontecimentos, eventuais apreensões e arrecadações, histórico, indicação do corpo pericial e outros dados de interesse. Sendo de fundamental importância que conste, no mínimo, ilustração fotográfica do local”, recomendou o promotor.

A Delegacia de Ibimirim tem um prazo de 30 dias após o recebimento da recomendação para apresentar uma resposta ao MPPE, apontando os encaminhamentos tomados para cumprir as medidas recomendadas e informando sobre eventuais dificuldades de implementação.

SUSPEITOS DE COMERCIALIZAREM CIGARROS CONTRABANDEADOS SÃO AUTUADOS EM FLAGRANTE AO SEREM PRESOS EM CARUARU/PE

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Policias Militares lotados no NIA-Núcleo de Inteligência do Agreste e GATI-Grupo de Apoio Tático Itinerante do 4º BPM em conjunto com Policiais Federais de Caruaru/PE, prenderam, no dia 08/08/2019, por volta das 11h, IKARO OEVICTOR DE SOUZA, pedreiro, 28 anos, solteiro, natural de Jaqueira-PE e residente em Cupira/PE – (não possui antecedentes criminais) e GEISON GESUINO DA SILVA, vendedor, 20 anos, solteiro, natural e residente em Panelas/PE – (não possui antecedentes criminais). As prisões aconteceram através de ação conjunta de Policiais Militares (NIA-GATI-4ºBPM) e Policiais Federais lotados em Caruaru/PE dando conta de que no Parque 18 de maio em Caruaru/PE havia um galpão onde estava sendo armazenados uma grande quantidade de cigarros contrabandeados de origem estrangeira.

De posse dessas informações foi montada uma ação policial conjunta com vistas a averiguar a veracidade das informações e coibir o possível comércio ilegal. A ação teve seu desfecho quando os policiais militares e federais ao chegarem no local por volta das 11h, flagraram um veículo Fiat Ducato de cor branca e placas KXT 2290, estacionada descarregando cigarros e levando para dentro do galpão. Na ocasião foram detidos dois suspeitos que confessaram a prática criminosa. Na sequência foi apreendido com os suspeitos 03 aparelhos celulares e a importância de R$ 6.108,00 (seis mil e cento e oito reais) que os suspeitos informaram ser fruto de venda de cigarros contrabandeados. Também foi encontrada na posse dos suspeitos duas chaves de mais 02 depósitos, onde estavam armazenados uma quantidade maior de cigarros, fato esse confirmado quando feita uma busca no imóvel pelos policiais.

Ao todos foram apreendidas 53 caixas de cigarros estrangeiros, os quais corresponde cerca de 530 mil cigarros das marcas Gold Seal, Gold Land, American Blend, Nise Baisha Full, Eight King Size, Pine Blue, Ruby Crush, Eight King Size Boxland Gold Personal Reserve. Terminado os trabalhos de polícia ostensiva e tendo sido encontrado os cigarros irregulares, ambos os suspeitos, receberam voz de prisão em flagrante, foram informados dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida por se tratar de crime de competência da Polícia Federal, foram levados para a Delegacia de Caruaru/PE, para as formalidades legais de Polícia Judiciária, tendo sido autuados em flagrante pela prática contida no artigo 334, § 1º, inciso V do Código Penal (Descaminho: adquirir mercadoria de origem estrangeira, desacompanhada de documentação legal) e, caso venham a ser condenados poderão pegar penas que variam de 2 a 4 anos de reclusão).

Após a autuação, os presos realizaram exame de corpo de delito no IML-Instituto de Medicina Legal, passaram pela audiência de custódia e foram liberados mediante pagamento de R$ 10 mil reais de fiança, onde deverão responder ao processo em liberdade, ficando à disposição da Justiça Federal. Em seus interrogatórios os presos afirmaram que são os responsáveis pelos cigarros, veículo Ducato, e também dos Galpões; Disseram que vão todos os dias de Cupira/PE para Caruaru/PE, para venderem cigarro e não informaram onde adquiriram os cigarros; Os galpões onde foi feita a apreensão de cigarro já havia sido alvo de outras ações policiais onde também foi apreendido cigarros contrabandeados.

Neste tipo de prática criminosa tais infratores sempre estão ligados à sonegação fiscal, lavagem de dinheiro e corrupção de agentes públicos. Há toda uma rede organizada por trás do contrabando quais sejam: fabricantes, depósitos, rede de distribuição e vendedor final. Cada mercadoria que entra no país sem recolher o devido imposto representa um produto a mais no mercado formal que deixou de ser vendido. Assim, deixa-se de arrecadar impostos com recursos que poderiam ser investidos na saúde, educação, segurança e habitação, além de gerar desemprego com a demissão de funcionários e fechamento de lojas em virtude da concorrência desleal pelos preços que são aplicados bem abaixo do mercado (as empresas que contratam seus funcionários pagam todos os encargos trabalhistas como férias, 13º salário, plano de saúde, indenização por tempo de serviço), enquanto que tais infratores não tem compromisso com nada disso.

AUMENTO DA PENA PARA O CRIME DE CONTRABANDO:

No dia 27.06.2014 a ex-presidente Dilma Rousseff sancionou a lei que aumenta a punição para o crime de contrabando. A nova legislação, elevou a pena que era de 1 a 4 anos de prisão para 2 a 5 anos. Antes quem era preso com contrabando pagava fiança e respondia ao processo em liberdade, agora quem for preso com cigarros contrabandeados não terá o benefício da fiança e irá direto para o presídio, caso seja confirmada a prisão na audiência de custódia. A lei sancionada prevê ainda que a pena para o crime de contrabando seja dobrada nos casos em que o ato ilícito for cometido por meio do transporte aéreo, marítimo ou fluvial.

PROCURADO POR RECEPTAÇÃO E USO DE DOCUMENTO FALSO É DETIDO PELA PRF EM SERTÂNIA

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Prisão preventiva havia sido decretada na Paraíba

Um motorista de caminhão, de 55 anos, que era procurado por receptação e uso de documento falso foi detido na noite de segunda-feira (12/08/2019), na BR 232, em Sertânia, no Sertão de Pernambuco. O veículo transportava carvão vegetal e havia saído de Ibimirim, também, no Sertão, com destino a Maceió, em Alagoas.

A abordagem ocorreu no quilômetro 276 da rodovia e contou com o apoio do Grupo de Operações com Cães da PRF. Após uma verificação, foi descoberto um mandado de prisão preventiva emitido pela Segunda Vara Mista de Sapé, na Paraíba.

O motorista informou ter sido preso há cerca de um ano por conduzir um caminhão adulterado e com documentação falsa. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Arcoverde, para a continuidade dos procedimentos cabíveis.

SUSPEITO DE ASSASSINAR TIA EM BRASÍLIA É DETIDO PELA PRF EM OURICURI

sábado, 10 de agosto de 2019

A ação contou com o apoio da Polícia Civil do DF e da PRF do Piauí

Um homem de 38 anos suspeito de assassinar a própria tia no Distrito Federal, em Brasília, foi detido na noite de sexta-feira (9), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na estação rodoviária de Ouricuri, no Sertão de Pernambuco. O homem estava dentro de um ônibus interestadual no momento da abordagem.

A tia do suspeito tinha 68 anos e foi brutalmente assassinada dentro da casa de parentes, na manhã de quinta-feira (8). Em seguida, o homem embarcou em um ônibus com destino ao Piauí e depois pegou outro coletivo em direção a Pernambuco.

Com o apoio da Polícia Civil do Distrito Federal e da PRF do Piauí, os policiais conseguiram descobrir o itinerário da viagem e localizar o homem em Ouricuri. Ele informou que de lá seguiria para Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e em seguida para Alagoas.

O suspeito foi detido e encaminhado à delegacia de Polícia Civil da região. Ele será transferido no sábado (10) de volta à Brasília, para a continuidade dos procedimentos legais.

VEREADOR DO MUNICÍPIO DE CEDRO FOI PRESO PELA POLÍCIA FEDERAL JUNTO COM OUTRAS PESSOAS

sexta-feira, 09 de agosto de 2019

A Polícia Federal em Pernambuco através de sua Delegacia em Salgueiro, desencadeou, ontem dia 08/08/2019 por volta das 6h,  a operação Octopus visando apurar a prática dos crimes de frustração e fraude ao caráter competitivo da licitação, peculato e lavagem de dinheiro, tipificados, respectivamente, no art. 90 da Lei nº 8.666/93, no art. 312 do Código Penal e no art. 1º da Lei nº 9.613/98 com penas que ultrapassam os vinte anos de reclusão.

A ação é um desmembramento da Operação Chofer, realizada em maio deste ano, na qual foram realizadas buscas e apreensão na Prefeitura do município de Cedro/PE e na residência do prefeito da cidade. Durante a Operação Octopus, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão, sendo um deles na Câmara Municipal de Cedro/PE, outros dois nas residências do vereador e de uma pessoa interposta (“laranja”) e duas prisões temporárias. Foram apreendidos uma Toyota Hilux, celulares, mídias e documentos os quais passarão por perícia técnica que subsidiará as investigações que estão em andamento. Após o interrogatório dos presos e o cumprimento das diligências determinadas pelo Poder Judiciário, ambos foram liberados. O vereador ainda restou afastado do exercício do cargo por 30 dias. Após serem indiciados e realizados todos os atos de polícia judiciaria, conforme determinação do Juiz Estadual da Comarca de Serrita/PE, ambos foram liberados. O nome da Operação refere-se ao polvo que possui 8 braços, em alusão as ramificações, oriundos das investigações apuradas na Operação Chofer.

RELEMBRE O CASO: A Operação Chofer foi realizada no dia 15/05/2019 pela Delegacia da Polícia Federal em Salgueiro/PE com foco de apuração no desvio de recursos públicos em virtude de irregularidades em contratações por parte da prefeitura, através da utilização de pessoa interposta (“laranja”) pelo atual gestor, para vencer procedimentos licitatórios e/ou dispensá-los indevidamente. Com isso, apropriava-se de recursos públicos, sem a correspondente prestação do serviço e/ou fornecimento do produto.

A empresa utilizada para a contratação e possível desvios, com pouco mais de 30 dias de constituída, foi contratada pela Prefeitura para aquisição de materiais de construção e reformas nas secretarias do município, tendo sido empenhado em seu favor R$ 398.000,00 (trezentos e noventa e oito mil reais). Já em 12/04/2017, a empresa foi contratada para o serviço de manutenção preventiva e corretiva de veículo, exigindo-se, para tanto, estrutura física incompatível com a apresentada pela empresa. Entre os anos de 2017 e 2018 foram empenhados cerca de R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais) em favor da empresa para os mais diversos e variados serviços, como fornecimento de peças e manutenção para a frota de veículos do município à poda de árvores.

Conforme apurado, o sócio desta empresa já foi contratado como motorista do atual prefeito,  e prestou serviço de eletricista em sua campanha eleitoral a outra sócia da empresa é beneficiária do programa Bolsa Família e ambos habitam em uma residência simples na zona rural, demonstrando não possuir condições financeiras para a constituição de uma empresa de tal porte.

Enfim, tal empresa é situada em prédio coligado, a um estabelecimento comercial de propriedade do prefeito. Durante a Operação Chofer, foram cumpridas 05 medidas cautelares de busca e apreensão realizadas por 21 policiais federais. Na época foram apreendidos na residência do prefeito, aproximadamente R$ 45.000,00 (quarenta e cinco mil reais) em espécie e R$ 160.000,00 (cento e sessenta reais) em cheques, além de um veículo Toyota Hilux, 1 (uma) pistola com registro vencido, celular e mídias. Na Prefeitura e nas empresas foram apreendidos processos licitatórios e outros documentos referente a investigação. O nome da Operação refere-se à função de motorista que um dos sócios da empresa, indicado como “laranja”.

Fonte: Polícia Federal

POLÍCIA FEDERAL PRENDE MULHER COM SKUNK NO AEROPORTO DE RECIFE

quinta-feira, 08 de agosto de 2019

A Polícia Federal em Pernambuco, prendeu em flagrante no dia 06/08/2019, por volta das 9h, no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre, DIANA CAROLINE SANTOS DA SILVA, 29 anos, solteira, doméstica, natural e residente em Manaus/AM-(possui antecedentes criminais – já foi presa por furto a um supermercado em Manaus). A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina destinada a reprimir o tráfico internacional e doméstico de entorpecentes no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre.

Os Policiais Federais perceberam que uma passageira havia chegado atrasada no saguão de embarque e demonstrava nervosismo, inquietação e impaciência observaram que ela possuía uma certa dificuldade de mobilidade para virar o tronco lateralmente. Ao ser separada para uma entrevista prévia, os federais começaram a lhe fazer algumas perguntas tendo ela respondido com bastante insegurança aos questionamentos e entrando em contradição, a respeito do local em que ficaria hospedada em Natal/RN.

A ação foi concluída quando uma policial feminina ao proceder uma busca pessoal em seu corpo, descobriu escondido por baixo de suas roupas (fixado na barriga com esparadrapo), vários invólucros plásticos que continha em seu interior substância orgânica que ao passar pelo exame narcoteste resultou positivo para skunk, (substância conhecida como supermaconha devido ao seu alto teor de concentração de THC), totalizando um peso bruto de 1.6Kg (um quilo e seiscentos gramas). Ao todo foram identificados 04 invólucros. Além da droga também foram apreendidos  alguns documentos de depósito e passagem aérea.

Terminado os trabalhos investigativos e tendo sido a droga encontrada, a suspeita recebeu voz de prisão em flagrante foi informada dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida foi conduzida para a Superintendência da Polícia Federal no Cais do Apolo, onde acabou sendo autuada pela prática do crime contido no artigo 33 e 40 inciso V da Lei nº 11.343/2006 (tráfico interestadual de entorpecentes) e caso seja condenada poderá  pegar penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão. Após a autuação, a presa realizou exame de corpo de delito no IML-Instituto de Medicina Legal e foi levada para a audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça Estadual/PE.

Em seu interrogatório a suspeita disse apenas que foi aliciada por uma mulher em Manaus/AM, não dando maiores detalhes. Disse também que que pelo serviço de transporte iria ganhar a importância de R$ 1.500 (mil e quinhentos reais). Disse ainda que quando desembarcasse em Recife/PE faria uma conexão para ir para Natal/RN e quando desembarcasse no aeroporto entregaria a droga para uma pessoa que lhe identificaria pela cor da roupa.  Por fim alegou que a motivação para transportar a droga foi devido sua situação financeira e que esta seria a primeira vez que tentava transportar droga em seu corpo.

O skunk é considerado uma supermaconha devido à grande concentração do tetrahidrocanabinol, ou THC, substância psicoativa que é o principal responsável pelos efeitos alucinógenos. Normalmente, a concentração de THC nos tipos comuns de maconha varia entre 2% e 4%. Já no Skunk varia entre 14% e 15%, mas, já foram apreendidos skunk com até 30% de THC, o que torna esse tipo de maconha ainda mais prejudicial e letal.

Os sintomas da maconha são alucinações, perda do controle da concentração e coordenação motora, perda da memória, psicoses, esquizofrenia, neuroses, dilatação da pupila, olhos vermelhos entre outros. Os efeitos do skunk são os mesmos da maconha, porém muito mais intensos, fazendo com que o cérebro do usuário acaba sendo “fritado”, ou seja, os danos cerebrais são mais intensos e danosos.

ESTATÍSTICAS DE APREENSÕES NO AEROPORTO DOS GUARARAPES: Essa já é a nona apreensão de drogas no Aeroporto dos Guararapes no ano de 2019 – até agora 10 pessoas foram presas, sendo 3 homens e 7 mulheres e apreendidos 60,2Kg de cocaína e 30Kg de skunk.

Fonte: Polícia Federal

CAMINHÃO COM MAIS DE R$24 MIL EM DÉBITOS É FLAGRADO EM SALGUEIRO

quarta-feira, 07 de agosto de 2019

Passageiro do veículo portava cigarros de maconha

Um caminhão que possuía R$24.406,99 em débitos de multas e licenciamento foi flagrado, na noite de terça-feira (6), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR 116, em Salgueiro, no Sertão de Pernambuco. O veículo portava placas clonadas de outro caminhão que havia sofrido um acidente.

A abordagem aconteceu em frente à Delegacia da PRF, no km 26 da rodovia, a um caminhão que realizava o serviço de frete e mudança. Durante o procedimento de verificação, foram constatadas as irregularidades nas placas e nos débitos.

Além disso, foram encontrados cigarros de maconha com o passageiro do caminhão. O homem informou que transportava a droga para consumo próprio.

A equipe lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) para o passageiro, por porte de droga, além de encaminhar o motorista  junto com o veículo para a Delegacia de Polícia Civil de Salgueiro.