segunda-feira, 17 de maio de 2021

O Agreste Meridional vivencia o pior momento desde o início da Pandemia. São dezenas de casos confirmados a cada dia e sucessivas mortes, que chocam e instalam o temor na maioria dos moradores da Microrregião.

Em relação a Garanhuns, até ontem, dia 17, 10.078 pessoas já haviam sido infectadas pelo Novo Coronavírus. Dessas, sem contabilizar os recentes óbitos, 179 morreram. Em toda a Região, que reúne 21 municípios, segundo dados da 5ª Geres, são 23.132 casos, com 498 óbitos.

A falta de vagas em Leitos de UTI, bem como a pequena oferta de leitos de enfermaria, eleva a necessidade de que o Governo do Estado, apoiado pelas Prefeituras, possa ampliar a quantidade de leitos.

Estudo realizado pelo Blog do Carlos Eugênio, a partir de dados repassados pelas Unidades de Saúde ao Ministério Público, registram que dos trinta leitos de UTI ocupados na noite desse domingo, dia 16, aqui em Garanhuns, metade atendiam cidadãos de outros Municípios. Além disso, segundo relatos, muitos pacientes oriundos de cidades do Agreste Meridional estão internados em unidades localizadas em Caruaru, Recife e até mesmo em Municípios do Sertão Pernambucano.  

“Tornou-se urgente, então, a necessidade de implantação de novos leitos clínicos e também de UTI para tratar os pacientes com COVID-19, de Garanhuns e de todo o Agreste Meridional”, registrou o deputado Estadual, Álvaro Porto (PTB), em solicitação enviada ao Governador Paulo Câmara (PSB).

Postado Por: Paulo Fernando


CONTADORA

CONTADORA