quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

A justiça condenou a 60 anos o padrasto que estuprava as duas enteadas de 14 e 15 anos, no município de Lagoa do Ouro/PE. Logo após a sentença condenatória imposta pelo juiz André Simões Nunes, em audiência no Fórum de Lagoa do Ouro, nesta terça-feira (10), o acusado, Célio Alves da Silva foi preso e recolhido pela Polícia Militar à cadeia pública de Garanhuns de onde será transferido para Penitenciaria de Tacaimbó/PE.

Na denúncia encaminhada ao Ministério Público (MP) através do Conselho Tutelar do município, as vítimas eram estupradas e agredidas pelo padrasto. De posse de uma faca peixeira, ele ameaçava as duas, as prendiam no banheiro e outra no quarto, dessa forma praticava os estupros. As vítimas relataram ao juiz que eram estupradas com frequência, até dormindo. Os atos criminosos eram praticados sempre que a mãe delas saía de casa para cuidar dos animais na zona rural.

Ainda foi relatado ao poder judiciário, que após as denúncias terem chegado ao Ministério Público através dos conselheiros, esses passaram a serem ameaçados de morte pelo acusado, assim como as vítimas menores.

Dessa forma, durante Audiência de Instrução e Julgamento nesta terça-feira (10) o Célio Alves teve a prisão preventiva decretada e imposta uma condenação de 60 anos pelos crimes praticados.

Postado Por: Jailson Ferreira

clinica

clinica

CONTADORA

CONTADORA

CURVELO

CURVELO