sexta-feira, 01 de novembro de 2019

A Polícia Federal em Pernambuco, procedeu a autuação em flagrante na tarde do dia 29/10/2019, por volta das 16h, de MARTINELLY MARIA GOMES DO NASCIMENTO brasileira, solteira, 21 anos, agricultora, natural e residente em Passira/PE, (não possui antecedentes criminais). A prisão foi realizada por policiais federais lotados na Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários-DELEFAZ, através de informações na área de inteligência policial, dando conta de que um suspeito (ainda não identificado) teria enviado diversas remessas de cédulas falsas para várias localidades do Brasil, a partir de uma agência dos Correios de São Paulo/SP e que uma dessas remessas teria como destino a agência dos Correios de Limoeiro/PE.

De posse dessas informações foi montada uma equipe de policiais federais que se dirigiram até a agência com vistas a identificar o destinatário e realizar a prisão, caso houvesse a confirmação da ilicitude. A ação teve seu desfecho, quando os federais identificaram a suspeita retirando a encomenda suspeita e ao sair da agência foi abordada pelos policiais federais que ao ser solicitada a abertura do envelope, constatou-se que dentro dele havia 15 cédulas falsas, sendo 05 de R$ 100,00 (cem reais) e 10 (dez) de R$ 50,00 (cinquenta reais), totalizando R$ 1.000,00 (mil reais);

Terminado os trabalhos ostensivos e tendo sido constatado a existência das cédulas falsas, a suspeita recebeu voz de prisão em flagrante, foi informada dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida foi conduzida para a Superintendência da Polícia Federal, no Cais do Apolo, onde acabou sendo autuada em flagrante pelo crime contido no artigo 289 § 1º do Código Penal  (Adquirir Moeda Falsa) e caso seja condenada poderá pegar penas que variam de 3 a 12 anos de reclusão, além de multa Após a autuação, a presa realizou Exame de Corpo de Delito no IML – Instituto de Medicina Legal, foi encaminhada para a audiência de custódia, onde foi liberada e responderá ao processo em liberdade, ficando a disposição da Justiça Federal.

Em seu interrogatório, a presa informou que as cédulas falsas não lhe pertenciam e que apenas as receberia para passar para um terceiro (não deu detalhes sobre quem seria) e que apenas manteve contato com ele através de aplicativo celular. Disse ainda que tem conhecimento de que é comum comprar tais notas pelo facebook onde existe a propaganda não apenas de notas como também de cartão de crédito clonados com valores definidos. A Polícia Federal vem desenvolvendo várias operações policiais no Brasil onde tem identificado e prendido criminosos que estão utilizando a internet para a venda ilegal de notas falsas. Em 13/03/2019, foi deflagrada a operação Big Jhow no Espírito Santo, em 10/09/2019 – Operação Monster no Tocantis e em 22/10/2019, a operação Real Fake em Cuiabá.

O Facebook, proíbe o uso da rede social para facilitar ou organizar atividades criminosas que causem danos financeiros a pessoas ou negócios e remove qualquer conteúdo desse tipo quando ficam ciente através de denúncias. E quem faz esse tipo de negociação também corre o risco de ter seus dados pessoais e números de celulares usados para aplicar golpes

Estatísticas em Pernambuco

Em 2018 registramos os seguintes resultados:

04 apreensões significativas;

R$ 33.500,00 (trinta e três mil e quinhentos reais); 06 presos;

EM 2019 REGISTRAMOS OS SEGUINTES RESULTADOS:

05 apreensões significativas;

R$ 13.100,00 (treze mil e cem reais); 07 presos;

A maior apreensão realizada pela Polícia Federal no Estado de Pernambuco aconteceu no dia 14.09.2009 através da “Operação Contenção” realizada nas cidades de Canhotinho/PE, Agrestina/PE e Caruaru/PE quando foram presas 04 pessoas e apreendidas R$ 44.900,00 (quarenta e quatro mil e novecentos) reais em notas falsas.

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

renato-curvelo-2021

renato-curvelo-2021

CONTADORA

CONTADORA

banner anuncie (2)

banner anuncie (2)