quinta-feira, 01 de agosto de 2019

Com o tema “Assistência Social: Direito do Povo, com Financiamento Público” foi realizada, nesta quarta-feira (31), em Águas Belas, a VI Conferência Municipal da Assistência Social. Durante todo o dia, representantes do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), do governo municipal e da sociedade civil analisaram, discutiram e proporam políticas públicas voltadas à área na sociedade.

Abrindo a VI Conferência, o grupo cultural do Serviço de Convivência do Quilombo fez uma apresentação de samba de coco e maracatu. Em seguida, a presidente do CMAS, Viviane Emanoela Couto, realizou a abertura oficial do evento, falando sobre a importância de se discutir as políticas públicas para a assistência social.

Antecedendo as discussões, a assistente social, Flávia Pessôa, ministrou uma palestra dirigida ao tema da conferência. Ela ressaltou que a assistência social precisa estar presente em toda a sociedade. “A assistência social deve estar presente em todas as áreas: na saúde, educação e nas demais instâncias da sociedade.”

Após a palestra, os participantes foram divididos em três grupos para discutir cada um dos três eixos da VI Conferência. O primeiro eixo abordou a assistência social como direito do povo; o segundo tratou do financiamento público. Já o terceiro debateu a participação social nas políticas de apoio.

No final da VI Conferência da Assistência Social, os grupos apresentaram propostas de políticas públicas que serão encaminhados aos governos municipal, estadual e federal, e que podem servir de apoio para a elaboração de ações posteriormente.

Para o secretário de Assistência Social de Águas Belas, Ademar Junior (Junior Moto Peças), a VI Conferência apresentou o verdadeiro sentido das políticas de assistência social. “Assistência social é, como diz o tema, um direito do povo, com financiamento público e com participação social”, finalizou.

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

CONTADORA

CONTADORA

banner anuncie (2)

banner anuncie (2)