sexta-feira, 04 de outubro de 2019

A Polícia Federal em Pernambuco, procedeu a autuação em flagrante na manhã do dia 24/09/2019, por volta das 11h, do suspeito ELIELSON QUEIROZ DA SILVA, brasileiro, solteiro, 27 anos, vendedor autônomo, natural de Recife/PE e residente no bairro do Cabanga-(possui antecedentes criminais: já foi preso em flagrante por assalto e porte ilegal de arma de fogo, encontrando-se cumprindo prisão domiciliar, mediante uso de tornozeleira eletrônica);

A prisão foi realizada por policiais militares lotados no 19º BPM por volta das 8h, através de informações repassadas por moradores da região, dando conta de que perto de um quartel do exército, na comunidade Vila Sul, um indivíduo estaria traficando drogas naquela região, guardando a droga num local onde funcionaria um pequeno comércio de alimentos. De posse dessas informações e das características físicas do suspeito, os militares se dirigiram até o local das denúncias e o identificaram em razão até mesmo dele usar uma tornozeleira eletrônica. Ao ser submetido a uma busca pessoal nada foi encontrado. No prosseguimento da ação ELIELSON, negou que traficava drogas, mas consentiu que os policiais militares adentrassem na sua residência para averiguação e dentro do imóvel, após uma busca minuciosa encontram 07 cédulas falsas, sendo 01 de R$ 100,00 reais e 06 de R$ 50,00 totalizando R$ 400 reais. Também foi encontrado um valor de R$ 301 reais aparentemente verdadeiros.

Na sequência os militares se dirigiram para um outro imóvel em frente à casa de ELIELSON onde funciona um pequeno comércio de alimentos e bebidas, onde o seu proprietário detinha a chave de um pequeno depósito que ficava ao lado. Ao ser questionado se ali era usado para guardar drogas, o comerciante informou que não tinha conhecimento, mas que ELIELSON teria livre acesso ao depósito. O acesso ao depósito foi franqueado e ao ser feita uma busca no seu interior os policiais encontraram *26 (vinte e seis) pequenos papelotes de maconha que totalizou um peso bruto de aproximadamente 600g (seiscentos) gramas e também foi apreendido R$ 267,00 (duzentos e sessenta e sete reais) que estavam com o comerciante.

Terminado os trabalhos ostensivos e tendo sido arrecadados a pequena quantidade de maconha, as notas falsas e o dinheiro, ELIELSON, recebeu voz de prisão em flagrante, foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida foi levado para a Superintendência da Polícia Federal, onde acabou sendo autuado em flagrante pelo crime contido nos artigos 289 § 1º do Código Penal (Guardar Moeda Falsa) e 33 da lei 11.343/2006 (tráfico de drogas) e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 5 a 27 anos de reclusão, além de multa Após a autuação, o preso realizou Exame de Corpo de Delito no IML – Instituto de Medicina Legal, *foi encaminhado para a audiência de custódia onde foi liberado e responderá ao processo em liberdade, continuando sendo monitorado pela tornozeleira eletrônica.

Em seu interrogatório, o preso informou que a maconha era sua e que fora ele que a guardou no depósito, não tendo o comerciante nenhuma participação e conhecimento dos fatos. Disse também que recebeu as cédulas falsas em seu comércio local e que não tinha conhecimento de que eram falsas. O comerciante foi ouvido e liberado em seguida por não ter sido a comprovada a participação dele nos crimes.

Fonte: Polícia Federal

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

NOVO AGUAS BELAS

NOVO AGUAS BELAS