sexta-feira, 22 de março de 2019

Policiais civis da Delegacia de Saloá, sob o comando do Delegado Alysson Câmara realizaram diligências nesta quinta-feira (21), nas cidades de Saloá e Bom Conselho, objetivando dar cumprimento à mandado de prisão preventiva, logrando êxito na captura e localização de Lucicleide Veríssimo Soares, “Galega de Ciço Pangaré” de 32 anos, investigada pela prática de diversos crimes, dentre os quais uma tentativa de roubo ocorrida no dia 9/03/2019 contra a idosa Luísa Maria da Conceição, de 87 anos, que teve sua casa invadida pela investigada, outra comparsa e uma adolescente, as quais disseram que queriam utilizar o banheiro, momento em que se aproveitaram para render a idosa, que ficou em poder das ladras, sendo a todo tempo ameaçada de morte e espancada para que entregasse dinheiro.

Após revirarem a casa da vítima, como não encontraram nada de valor, as criminosas se evadiram, mas na fuga deram de cara com um familiar da vítima, este que tratou logo de acionar a Polícia Militar, que conseguiu localizar e prender Edvânia Ferreira Monteiro, de 38 anos  e apreender a adolescente de 17 anos, na ocasião a maior foi encaminhada à Audiência de Custódia em Garanhuns, onde sua prisão foi convertida em domiciliar, já a menor foi apresentada ao Ministério Público e liberada sob termo de responsabilidade para os pais, as quais respondem em liberdade.

Importante destacar que Lucicleide Verissimo Soares, logo após o roubo a idosa, tratou logo de fugir para a cidade de Bom Conselho, onde foi cumprida a prisão preventiva. Galega de Ciço Pangaré, vinha aterrorizado a população de Saloá, onde responde a vários processos e inquéritos por roubo, furto, invasão de domicílio, ameaça, lesão corporal, dano qualificado, razão pela qual a Delegacia de Saloá solicitou sua prisão, que prontamente foi decretada pelo Juíz Dr. Romulo Macedo Bastos.

Galega de Ciço Pangaré, ainda é investigada por promover orgias em sua casa, regada a muita bebida alcoólica e drogas, onde meninas e meninos eram explorados sexualmente. Em tais festas, os clientes de Galega eram embriagados, daí por diante ela se aproveitava para furtar dinheiro e outros objetos, chegando a mandar pessoas, inclusive adolescentes, invadirem e furtarem as residências dos mesmos, principalmente quando se tratavam de idosos.

Após a realização dos procedimentos legais e exame de corpo de delito, Galega foi recolhida na Colônia Penal Feminina de Buíque, onde permanecerá à disposição da justiça.

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

JAILSON-AVIAMENTO-ABRIL-2019-AV

DROGARIA ABRIL

DROGARIA ABRIL

NOVO AGUAS BELAS

NOVO AGUAS BELAS