quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

A Vigilância Epidemiológica iniciou as atividades de 2018 realizando trabalho de campo visitando as residências na zona urbana, local de maior número de casos registrados da Dengue e Chikungunya no ano passado. Até o momento não tivemos nenhum caso notificado de arboviroses este ano. Os agentes de endemias pedem a colaboração da população para eliminar os focos de proliferação do mosquito.

Segundo o último relatório publicado junto à Secretaria Estadual de Saúde, Lajedo teve mais de 600 casos de Dengue na zona urbana e pouco mais de 200 na zona rural em 2017. O Hospital Público Municipal foi o local que atendeu mais casos, contabilizando 839 casos até dezembro de 2017.

O período de chuvas seguido do calor do verão é o mais propício para o nascimento e proliferação do mosquito transmissor dessas doenças. Por isso, é importante manter os locais limpos, sem focos para que diminua os lugares propícios para a fêmea depositar os ovos do Aedes Aegypti, combatendo locais de água parada e mantendo os reservatórios devidamente fechados.

Qualquer denúncia que envolva identificação de focos do mosquito deverá ser comunicada no setor da Vigilância Epidemiológica que fica em frente à Secretaria Municipal de Saúde.

prefeitura de garanhuns julho 2018

prefeitura de garanhuns julho 2018

otica aquarios agreste violento

otica aquarios agreste violento

emancipacao aguas belas agreste violento

emancipacao aguas belas agreste violento